Concepções sobre indisciplina de professores da rede pública de Monte Alegre de Minas, Minas Gerais

Autores

  • Fernanda Duarte Araújo Silva FACIP/UFU
  • Aline de Freitas Macedo FACIP/UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/rep-v15n12016-art09

Palavras-chave:

Disciplina. Indisciplina. Formação de Professores. Educação.

Resumo

O artigo apresenta o resultado de uma pesquisa, cujo objetivo foi identificar as concepções de indisciplina de profissionais que atuam na rede pública municipal de ensino de Monte Alegre de Minas, Minas Gerais. As questões que permearam a pesquisa foram: Na opinião dos professores da rede pública de Monte Alegre de Minas, o que é disciplina e indisciplina? Será disciplina propiciadora ou instrumento de autoritarismo da educação? Quem define as normas disciplinares da escola? Quem deve ser responsável pela construção das normas disciplinares? Como definem se os alunos são disciplinados ou indisciplinados? Como trabalham com a disciplina e indisciplina dos alunos? A natureza da pesquisa é qualitativa e, para fundamentar a análise dos dados, realizou-se uma revisão bibliográfica sobre o tema no contexto escolar. Os dados foram coletados por meio do instrumento questionário, aplicado a onze professores de quatro escolas de educação básica da rede pública do município. Em linhas gerais, identificou-se que, na visão dos professores pesquisados, a indisciplina é considerada como um fator de desobediência às regras, e a culpa disso recai, muitas vezes, na escola, nos próprios professores, nos alunos e nas famílias. Percebemos que o diálogo, assim como o trabalho coletivo devem estar mais presentes no âmbito escolar, na busca de uma educação libertadora, pois só assim poderemos contribuir com a formação de cidadãos mais ativos e atuantes em nossa sociedade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Duarte Araújo Silva, FACIP/UFU

Professora do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Uberlândia- Campus Pontal. Fez Pedagogia (2003), pela Universidade Federal de Uberlândia, Especialização em Docência no Ensino Superior (2004),na Universidade Federal de Uberlândia e  Mestrado em Educação (2007) pela Universidade Federal de Uberlândia.  Cursa Doutorado em Educação,  também pela  Universidade Federal de Uberlândia, com término previsto para Dezembro de 2015.  Atualmente é Supervisora da Especialização em Educação Especial e Inclusão Educacional da FACED/UFU e participa dos Grupos de Pesquisa: Formação Docente e Representações e Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas e Práticas em Educação Especial e Inclusão Educacional (GEPEPES) ambos da FACED/UFU.  Atua especialmente nas áreas de Didática, Estágio Supervisionado, Alfabetização, Educação Infantil, Currículo, Educação Inclusiva e  Formação de Professores.

Aline de Freitas Macedo, FACIP/UFU

Formada em Pedagogia pela Universidade Federal de Uberlândia, Campus Pontal.

Referências

ALARC

AQUINO, J. G. A desordem na relação professor-aluno: indisciplina, moralidade e conhecimento. In: _____. (Org.). Indisciplina na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. p. 39-55.

ARA

BOURDIEU, P. Reprodução cultural e reprodução social. In: _____. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 1974.

CAEIRO, J.; DELGADO, P. Indisciplina em contexto escolar. Porto Alegre: Instituto Piaget, 2005. (Coleção Horizontes Pedagógicos).

ESTRELA, M. T. Relação pedagógica, disciplina e indisciplina na aula. Porto: Porto Editora, 1992.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63, mar./abr. 1995. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rae/v35n2/a08v35n2.pdf>. Acesso: 26 nov. 2013.

OLIVEIRA, M. I. de. Indisciplina escolar: determinações, consequências e ações. Brasília: Liber Livro Editora, 2005.

PARRAT-DAYAN, S. Como enfrentar a indisciplina na escola. Tradução de Silvia Beatriz Adoue e Augusto Juncal. São Paulo: Contexto, 2008.

PIAGET J. O juízo moral na criança. São Paulo: Summus, 1994.

RODRIGUES, A. T. Sociologia da educação. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

SANTAELLA, L. Comunicação e pesquisa: projetos para mestrado e doutorado. São Paulo: Hacker Editores, 2001.

VASCONCELLOS, C. dos S. (In) Disciplina: construção da disciplina consciente e interativa em sala de aula e na escola. 15. ed. São Paulo: Libertad Editora, 2004. (Cadernos Pedagógicos do Libertad).

Downloads

Publicado

30-08-2016

Como Citar

DUARTE ARAÚJO SILVA, F.; DE FREITAS MACEDO, A. Concepções sobre indisciplina de professores da rede pública de Monte Alegre de Minas, Minas Gerais. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 15, n. 1, p. 117–126, 2016. DOI: 10.14393/rep-v15n12016-art09. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/30916. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais