A muitas vozes

processos e experiências no Programa Vocacional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/OUV-v17n2a2021-61347

Palavras-chave:

Artes Visuais, Teatro, Programa Vocacional, Zona Leste, Interlinguagens

Resumo

Este artigo surge da vontade de reflexão e entendimento do processo de ensino-aprendizagem ocorrido em uma equipe do Programa Vocacional, a partir da intensidade de experiências interlinguagens ocorridas no decorrer do ano de 2016. O programa é apresentado a partir de seus pressupostos e referências (como o educador Paulo Freire) e dos eventos levados a cabo pela equipe de artistas orientadores na Vila Curuçá, Zona Leste paulista. A intenção, a partir de ações artístico-pedagógicas que ainda reverberam em nossas trajetórias, é trazer à luz uma experiência que, em sua potência, continua nos modificando como educadoras e como artistas até hoje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Osses, Universidade Federal de Uberlândia

Patricia Osses nasceu em Santiago do Chile em 1971, mas é paulistana desde 1973. É artista visual formada pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com Mestrado e Doutorado em Poéticas Visuais orientados por Carlos Fajardo. Também tem formação em Arquitetura e estudos em música, campos que continuam presentes na sua pesquisa. Refletindo sobre espaço, acabou por se embrenhar no território infinito dos lugares literários, das incursões urbanas e do entendimento de território a partir da borda. Atualmente vive e trabalha em Minas Gerais, onde leciona Instalação e Performance no curso de Artes Visuais da UFU (Universidade Federal de Uberlândia).

Paula Ernandes, Universidade de São Paulo - USP

Paula Cristina Masoero Ernandes é atriz formada pela Escola de Arte Dramática da ECA/USP e Mestre em Artes Cênicas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. É cantora formada em Canto Popular pela ULM. Foi Professora Associada do Departamento de Artes Cênicas do Instituto de Artes da UNICAMP. Desde 2016, faz parte do L.I.V.E. (Laboratório de Improvisação Vocal e Experimentação) coordenado por Wânia Storolli do Instituto de Artes da UNESP. Atuou como atriz e cantora em inúmeros shows, peças e recitais, além de trabalhar em projetos artístico-pedagógicos e como preparadora vocal.

Downloads

Publicado

2022-01-19

Como Citar

OSSES, P.; CRISTINA MASOERO ERNANDES, P. . A muitas vozes: processos e experiências no Programa Vocacional. ouvirOUver, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 303–320, 2022. DOI: 10.14393/OUV-v17n2a2021-61347. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/61347. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Processos de criação entre artes: experiências em arte e educação