Natureza, alimento e cores

arte, educação e agroecologia em ações com público

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/OUV-v17n2a2021-61054

Palavras-chave:

Arte, educação, agroecologia, autonomia, participação.

Resumo

O artigo apresenta a ação artística “Natureza, alimento e cores” realizada com o Coletivo de Mulheres do Assentamento Contestado, do Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), na Lapa – PR, localizada no sul do Brasil, e em outros contextos que ocorreu. Buscou-se investigar como a ação com público pode ser intersectada e mobilizada por questões propostas pela obra de Paulo Freire, buscando compreender e problematizar os termos autonomia e participação referenciando a pedagogia crítica do autor. Ao aproximar os dois campos de conhecimento, a arte e a educação, a ação propõe uma experiência estética com a troca de saberes e atenção à agroecologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-19

Como Citar

SANTIAGO, D. Natureza, alimento e cores: arte, educação e agroecologia em ações com público. ouvirOUver, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 359–374, 2022. DOI: 10.14393/OUV-v17n2a2021-61054. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/61054. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Processos de criação entre artes: experiências em arte e educação