O ensino coletivo de instrumentos musicais nos Conservatórios Mineiros

Autores

  • André Campos Machado Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/OUV19-v12n2a2016-5

Palavras-chave:

Ensino coletivo, conservatórios Mineiros, Resolução 718/2005

Resumo

Este texto faz uma revisão histórica sobre o surgimento do Ensino Coletivo de Instrumentos Musicais (ECIM) e sua prática nos Conservatórios Estaduais de Música Mineiros, instituições oficiais para o ensino técnico musical, criados a partir da década de cinquenta do século XX por Juscelino Kubitschek. Analisa a obrigatoriedade desta metodologia imposta pela Secretaria de Estado da Educação através da Resolução 718/2005. Sobre o Ensino Coletivo serão discutidos alguns conceitos de Flávia Cruvinel, José Coelho de Almeida, Joel Barbosa e Cristina Tourinho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Campos Machado, Universidade Federal de Uberlândia

Professor de Violão, Música Computacional, Literatura do Instrumento e Pesquisa em Música no curso de música da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) desde 2005.

Downloads

Publicado

2016-12-16

Como Citar

MACHADO, A. C. O ensino coletivo de instrumentos musicais nos Conservatórios Mineiros. ouvirOUver, [S. l.], v. 12, n. 2, p. 310–323, 2016. DOI: 10.14393/OUV19-v12n2a2016-5. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/31128. Acesso em: 10 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Interfaces das Artes