O espetáculo como comunicação - proposta para uma mediação profanadora

Autores

  • Shirlei Torres Perez PUC - SP Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.14393/OUV16-v11n1a2015-8

Palavras-chave:

mediação, teatro, ação cultural, ecologia dos saberes, espacialidade

Resumo

Este trabalho apresenta uma proposta para ações de mediação e educação a partir do teatro, entendendo o espetáculo do ponto de vista da comunicação, como processo comunicativo e como mediação signica. Tendo como bases teóricas a proposição de Martín-Barbero, da educação pela comunicação e os conceitos de educação para a complexidade, de Edgar Morin, e os trabalhos de Christine Greiner e de Giorgio Agamben, discute as possibilidades da vivência do espectador como instrumentalização cognitiva e propõe conceitos estratégicos na abordagem e criação de ações de educação e mediação por parte dos pesquisadores, educadores e agentes de cultura. Partindo dessas premissas, discute, a título de exemplo, o espetáculo, argentino Caramelo de Límon, ressaltando eixos de observação do espetáculo do ponto de vista comunicativo e de mediação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Shirlei Torres Perez, PUC - SP Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutora e mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC - Pontifícia Universidade Católica

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

PEREZ, S. T. O espetáculo como comunicação - proposta para uma mediação profanadora. ouvirOUver, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 142–155, 2015. DOI: 10.14393/OUV16-v11n1a2015-8. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/30160. Acesso em: 8 ago. 2022.