O espaço regional nas cidades imaginadas de Erico Verissimo

Autores

  • Marcio Miranda Alves Universidade de Caxias do Sul (UCS)

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL64-v31n1a2015-5

Resumo

Analisamos neste artigo a representação literária do espaço regional em Jacarecanga, Santa Fé e Antares, cidades imaginadas dos romances Música ao longe, O tempo e o vento e Incidente em Antares, de Erico Verissimo. Procuramos interpretar como as cidades do "interior" são percebidas pelas personagens e como estas se posicionam em relação ao "centro". Se por um lado existe desconforto e sentimento de exclusão do sujeito que reside nesse ambiente, por outro há também apego à terra e reafirmação da tradição. Como aporte teórico, trabalhamos com o conceito de região sócio-cultural, proposto por Berumen (2005), e de espaço, por Certeau (1994).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Miranda Alves, Universidade de Caxias do Sul (UCS)

Doutor em Letras pela USP.

Downloads

Publicado

2015-07-10

Como Citar

ALVES, M. M. O espaço regional nas cidades imaginadas de Erico Verissimo. Letras & Letras, [S. l.], v. 31, n. 1, p. 67–86, 2015. DOI: 10.14393/LL64-v31n1a2015-5. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/28752. Acesso em: 11 ago. 2022.