Desenvolvimento Curricular e a Dimensão Sociocultural em uma disciplina de Funções na Licenciatura em Educação do Campo

Conteúdo do artigo principal

Fernando Luís Pereira Fernandes
https://orcid.org/0000-0002-8134-5400
Maria do Carmo de Sousa
https://orcid.org/0000-0002-5523-757X

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir e compreender o desenvolvimento curricular de uma disciplina de funções, na qual foram mobilizados e problematizados aspectos socioculturais relativos à população camponesa. Para isso, tomamos como referência os estudos afins ao Desenvolvimento Curricular e ao Ensino Culturalmente Relevante. A investigação, de natureza qualitativa, foi realizada em uma disciplina de funções em um curso de Licenciatura em Educação do Campo de uma universidade federal, fazendo uso de relatórios e transcrições das falas dos licenciandos. Como resultado, vimos um grande potencial formativo ao organizar o ensino na formação inicial para professores de matemática para escolas do campo, aliado ao Ensino Culturalmente Relevante, permitindo aos licenciandos a tomada de consciência sobre a necessidade de controle financeiro de sua produção agrícola familiar. E, mediante esse controle, repensar a organização da disciplina no Regime de Alternância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Fernandes, F. L. P. ., & Sousa, M. do C. de . (2020). Desenvolvimento Curricular e a Dimensão Sociocultural em uma disciplina de Funções na Licenciatura em Educação do Campo. Ensino Em Re-Vista, 27(2), 500–518. https://doi.org/10.14393/ER-v27n2a2020-5
Seção
Dossiê Currículos em Educação Matemática I

Referências

ANTUNES-ROCHA, M. I.; MARTINS, M. F. A. Diálogo entre teoria e prática na Educação do Campo: Tempo Escola/ Tempo Comunidade e alternância como princípio metodológico para organização dos tempos e espaços no curso de Licenciatura em Educação do Campo. In: MOLINA, M. C.; SÁ, L. M. Licenciaturas em Educação do Campo: registros e reflexões a partir das experiências piloto. Belo Horizonte: Autêntica, 2011, p. 213-228

ARROYO, M. G. Políticas de formação de educadores (as) do campo. Cad. CEDES, Campinas, v.27, n.72, p.157-176, 2007. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v27n72/a04v2772.pdf >. Acesso em: 02 fev. 2016.

BARBOSA, L. N. S. C. Entendimentos a respeito da matemática na educação do campo: questões sobre currículo. 2014. 234 p. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Rio Claro, 2014.

BOGDAN, R.C.; BIKLEN, S.K; Investigação Qualitativa em Educação. Porto: Porto Editora, 1994.

CALDART, R. S. Educação do Campo: notas para uma análise de percurso. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v.7, n.1, p.35-64, 2009.

CHICA, C. Por que formular problemas? In: SMOLE, K. S, DINIZ, M. I. Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender matemática. Porto Alegre: Artmed, 2001, p.151-173.

FERNANDES, F. L. P. Práticas de letramento de professores de matemática em formação na licenciatura em educação do campo. 2019. 230 p. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019.

FERNANDES, F. L. P.; FERNANDES, L. F. B. A formulação de problemas matemáticos em um espaço de formação continuada de professores dos anos iniciais. #Tear: Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Canoas, v.6, n. 1, p.1-13, 2017. Disponível em: < http://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/2128/1554 > Acesso em: 01 ago.2017.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2007.

FIORENTINI, D.; OLIVEIRA, A. T. C. C. O lugar das matemáticas na Licenciatura em Matemática: que matemáticas e que práticas formativas?. Bolema, Rio Claro, v. 27, n. 47, p. 917-938, 2013. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-636X2013000400011&lng=en&nrm=iso >. Acesso em: 01 mar.2017.

JANUÁRIO, G.; LIMA, K.; TRALDI JUNIOR, A. Desenvolvimento curricular e prática pedagógica em educação matemática. Revista Iluminart, n. 12, p. 44-56, 2014. Disponível em: < http://revistailuminart.ti.srt.ifsp.edu.br/index.php/iluminart/article/view/208/247> Acesso em: 01 set.2019.

LADSON-BILLINGS, G. Os guardiões de sonhos: o ensino bem-sucedido de crianças afro-americanas. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

LIMA, A. S.; LIMA, I. M. S. Formação de Professores de Matemática na Licenciatua em Educação do Campo: um olhar sobre as pesquisas. Rematec, n. 25, 54-69, 2017. Disponível em: < http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/99/76 >. Acesso em: 01 mar.2019.

MEC. Edital 02/2012 SESU/SETEC/SECADI/MEC. Chamada Pública para seleção de Instituições Federais de Educação Superior–IFES e de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia-IFET, para criação de cursos de Licenciatura em Educação do Campo, na modalidade presencial. 2012. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13300-edital-02-2012-sesu-setec-secadi-31-agosto-2012-pdf&category_slug=junho-2013-pdf&Itemid=30192 > Acesso em: 12 ago.2015.

MELLO, G. N. Formação inicial de professores para a educação básica: uma (re)visão radical. Revista Iberoamericana de Educación, n.25, p. 147-174, 2001.

MOREIRA, P. C. DAVID, M. M. S. A formação matemática docente: licenciatura e prática docente escolar. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

MUNARIM, A. Movimento nacional de educação do campo: uma trajetória em construção. In: Reunião Anual da ANPEd, 31, 2008, Caxambu. Anais... Caxambu: ANPEd, 2008, p. 1-17.

PACHECO, J. A. Escritos Curriculares. São Paulo: Cortez, 2005.

ROSA, M.; OREY, D. C. Conectando a Etnomatemática e a Pedagogia Culturamente Relevante na Educação Matemática para a Promoção da Justiça Social. Rematec, n. 25, p. 6-23. 2018. Disponível em: < http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/download/143/125 >. Acesso em: 01. Ago.2019.

SACHS, L.; ELIAS, H. R. A Formação Matemática nos Cursos de Licenciatura em Educação do Campo. Bolema, Rio Claro, v.30, n. 55, p. 439-454, 2016. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/bolema/v30n55/1980-4415-bolema-30-55-0439.pdf > Acesso em: 22 nov.2019.

SACRISTÁN, J. G. O currículo: uma reflexão sobre a prática. 3. ed. Tradução: Ernani F. da Fonseca Rosa. Porto Alegre: Artmed, 2000.

TICHÁ, M.; HOSPESOVÁ, A. Developing teacher’s subject didactic competence through problem posing. Educational Studies in Mathematics, v. 83, n.1, p. 133-143, 2013.