OSTENTOR BRAZILEIRO. JORNAL LITERÁRIO E PICTORIAL (1845-1846): UM PROJETO EDUCATIVO DO CIDADÃO BRASILEIRO

Conteúdo do artigo principal

Tatiane de Freitas Ermel
Marcelo da Silva Rocha

Resumo

O percurso histórico dos periódicos no Brasil do século XIX não pode ser aduzido sem uma aproximação com a história do país e de suas discussões mais importantes, vinculadas à formação educacional, à instrução de valores, hábitos e cultura de comunidades locais bem como à contribuição para a formação de uma consciência nacional. Nesse sentido, buscamos examinar, a partir do discurso do Ostensor Brasileiro - Jornal Literário e Pictorial, publicado entre 1845-46, o aspecto formativo do indivíduo, dentro de uma perspectiva geral, e seus vínculos a um processo, ainda incipiente, de sentimento ou de consciência nacional. Assim, o liame que articula as relações entre a incorporação de valores e temas como instrução primária, poesia, matrimônio, manifestações literárias, bailes e festas busca analisar, ao mesmo tempo, nas páginas do periódico: um retrato do Brasil, ostentado com orgulho em imagens e textos, e uma intenção programática e política de reconhecimento do país como, efetivamente, autônomo e independente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Ermel, T. de F., & Rocha, M. da S. (2015). OSTENTOR BRAZILEIRO. JORNAL LITERÁRIO E PICTORIAL (1845-1846): UM PROJETO EDUCATIVO DO CIDADÃO BRASILEIRO. Cadernos De História Da Educação, 14(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/32130
Seção
Artigos