ARTE, PROTESTO E SOCIABILIZAÇÃO NA PRAÇA: REVELANDO PRÁTICAS DO POETRY SLAM NO ESPAÇO PÚBLICO CURITIBANO

Autores

  • Gabriela Bortolozzo Universidade Federal do Paraná
  • Alessandro Filla Rosaneli Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG238859556

Palavras-chave:

Slam, Espaço urbano, Grounded Theory, Democracia

Resumo

O artigo busca desvelar a contribuição da Grounded Theory (Teoria Fundamentada) em dados de abordagem construtivista para a compreensão do fenômeno do poetry slam – campeonato de poesias faladas – que ocorria no espaço público de Curitiba (PR). Para isso, apresenta-se uma descrição local-internacional da organização dos poetry slams, sendo o Slam Contrataque e a Praça Garibaldi um dos palcos da disputa de poesias da capital paranaense. Foi por meio da observação e coleta de dados sobre o evento que se desvelou algumas das práticas dos slams de poesia da cidade. Deste modo, desenha-se uma progressiva análise espacial, que descreve a configuração dos poetry slams com foco no lugar, mostrando as possíveis contribuições da rara utilização das metodologias científicas da Teoria Fundamentada em dados nas pesquisas geográficas. Como resultado, chega-se à emergência de discussões latentes da sociedade urbana e contemporânea – como feminismo, racismo, violência, entre outras – tanto presente nas poesias declamadas nos slams, quanto na potência que o evento carrega aos espaços públicos ao serem ocupados pela presença diversificada de pessoas, vozes e versos. Em uma mistura de arte, protesto e sociabilização, emergem territorialidades, lugares de convivência e a democratização dos espaços em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Bortolozzo, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Geografia pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2021). Mestre em Geografia pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho", campus de Rio Claro (2014), licenciada em Geografia (2009) e bacharel em Geografia (2011) pela mesma universidade. 

Alessandro Filla Rosaneli , Universidade Federal do Paraná

Pós-doutorado obtido no Programa de Pós-Graduação do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Paraná (2012), Doutorado (2009), Mestrado (2001) e Graduação (1996) obtidos junto à Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Frequentou o Interdisciplinary PHD Program in Urban Design and Planning no College of Architecture and Urban Planning da University of Washington - Seattle (2007 - 2008), com status de "visiting scholar" e bolsa de Estágio Doutoral obtida junto à Fulbright Commission e Funadesp. Professor Universitário e Coordenador de cursos de extensão em diversas Faculdades de Arquitetura e Urbanismo no Paraná [PUCPR, UNOPAR, UEL, UNIFIL, UNIPAR, UDC]. Atualmente é Professor Associado no curso de Arquitetura e Urbanismo e nos Programas de Pós-graduação em Geografia e em Planejamento Urbano, todos na Universidade Federal do Paraná. É Coordenador do Observatório do Espaço Público da UFPR. É Coordenador do Programa de Pós-graduação em Planejamento Urbano da UFPR. É Vice-presidente do Núcleo Paraná da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP/BR) e Diretor Administrativo da ABAP/BR. Foi Conselheiro Estadual do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Paraná (CAU/PR) entre 2015 e 2020. Tem experiência profissional na área de Arquitetura e Urbanismo como profissional autônomo e em diversas Instituições Públicas - Prefeitura Municipal de Arapongas, PR (1997 - 2004), COHAB/Londrina, PR (2005 - 2006), Department of Planning and Development da City of Seattle, EUA (2008) e Prefeitura Municipal de Rolândia, PR (2009), exercendo variadas atribuições. A atuação profissional tem ênfase nas áreas de Paisagismo, Urbanismo, Desenho Urbano, Planejamento Urbano e Geografia Cultural. Interesse em pesquisa sobre temas relacionados ao espaço público e à paisagem urbana.

Downloads

Publicado

04-08-2022

Como Citar

Bortolozzo, G., & Rosaneli , A. F. (2022). ARTE, PROTESTO E SOCIABILIZAÇÃO NA PRAÇA: REVELANDO PRÁTICAS DO POETRY SLAM NO ESPAÇO PÚBLICO CURITIBANO. Caminhos De Geografia, 23(88), 205–219. https://doi.org/10.14393/RCG238859556

Edição

Seção

Artigos