Apresentação Dossiê - Psicologia Histórico-Cultural na Educação Básica: práticas e pesquisas

Conteúdo do artigo principal

Flávia da Silva Ferreira Asbahr
https://orcid.org/0000-0002-7338-0003
Camila Turati Pessoa
https://orcid.org/0000-0003-0803-2472

Resumo

As interfaces entre Psicologia e Educação constituem-se como campo de pesquisa e prática profissional na construção de intervenções que incidem junto aos processos de desenvolvimento, aprendizagem e apropriação do conhecimento que ocorrem na educação escolar. Historicamente sabemos que um dos primeiros campos no qual a Psicologia explorou em seu processo de tornar-se ciência, ainda no final do século XIX, foi a Educação, com investigações que buscavam justificar as denominadas dificuldades de aprendizagem atribuindo-as à criança, sua família, ou no máximo ao ambiente pertencente aos alunos, tomando tais fatores como explicação às causas para esses problemas, conforme já foi fortemente denunciado por Patto (1984, 1999). Desde o final dos anos 80 e, mais especificamente a partir dos anos 90, vemos no Brasil o esforço para construir uma Psicologia com olhar e atuação em uma perspectiva crítica na educação escolar, como em Souza (2021), Souza, Silva e Yamamoto (2014), Facci (2004, 2007), Tanamachi e Meira (2003), Machado e Souza (2000), entre muitos outros exemplos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Asbahr, F. da S. F. ., & Pessoa, C. T. . (2022). Apresentação : Dossiê - Psicologia Histórico-Cultural na Educação Básica: práticas e pesquisas. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 6(1), 10–21. https://doi.org/10.14393/OBv6n1.a2022-64377
Seção
DOSSIÊ
Biografia do Autor

Flávia da Silva Ferreira Asbahr, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Brasil

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-7338-0003

 

Camila Turati Pessoa, Universidade Federal de Uberlândia - Brasil

ORCID: https://orcid.org/0000-0003-0803-2472

Referências

BRASIL. Lei nº 13.935, de 11 de Dezembro de 2019. Dispõe sobre a prestação de serviços de Psicologia e de Serviço Social nas redes públicas de Educação Básica. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/lei/L13935.htm. Acesso em 19 de janeiro de 2022.

FACCI, M. G. D. Valorização ou esvaziamento do trabalho do professor?: Um estudo crítico-comparativo da teoria do professor reflexivo, do construcionismo e da psicologia vigotskiana. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

FACCI, M. G. D. “Professora, é verdade que ler e escrever é uma coisa fácil?” – Reflexões em torno do processo ensino-aprendizagem na perspectiva Vigotskiana. In: MEIRA, M. E.; FACCI, M. G. (Orgs.). Psicologia Histórico-Cultural: contribuições para o encontro entre a subjetividade e a educação. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2007.

GATTI, B. A. O que é psicologia da educação? Ou, o que ela pode vir a ser como área de conhecimento? PEPG Em Educação: Psicologia da Educação. N. 5, 1997, pp. 73-90. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/psicoeduca/article/view/42902.

MACHADO, A. M.; SOUZA, M. P. R. Psicologia Escolar: em busca de novos rumos. 2ª. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2000. v. 1. 120p.

PATTO, M. H. S. Psicologia e Ideologia: Uma introdução crítica à Psicologia Escolar. São Paulo: T. A. Queiroz, 1984.

PATTO, M. H. S. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1999.

RUBINSTEIN, S. L. Problemas de psicologia general. México- DF: Grijaldo, 1976.

SOUZA, M. P. R. Psicologia Escolar e Políticas Públicas para a Educação Básica na América Latina: pesquisas, impasses e desafios. 1. ed. São Paulo: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia, 2021. v. 1. 224p . Disponível em: http://www.livrosabertos.sibi.usp.br/portaldelivrosUSP/catalog/book/602. DOI http://doi.org/10.11606/9786587596129.

SOUZA, M. P. R; SILVA, S. M. C; YAMAMOTO, K. (Orgs.) Atuação do psicólogo na Educação Básica: concepções, práticas e desafios. Uberlândia: Edufu, 2014.

TANAMACHI, E. R; MEIRA, M. E. M. A atuação do psicólogo como expressão do pensamento crítico em Psicologia da Educação. In: MEIRA, M. E. M.; ANTUNES, M. A. M. Psicologia escolar: práticas críticas, pp. 11-62. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003.