Os princípios da psicologia soviética e os problemas do psicodiagnóstico da atividade cognitiva

Conteúdo do artigo principal

Nina Fiódorovna Talízina
Sandra Cristina Bezerra de Barros
https://orcid.org/0000-0002-2803-8663
Betânia Leite Ramalho
https://orcid.org/0000-0003-0139-2416

Resumo

A abordagem para o diagnóstico da atividade cognitiva é decisivamente determinada pela teoria psicológica subjacente a ela. O estudo clássico dos testes baseia-se nas seguintes premissas: 1) as capacidades do homem são genéticas e, por isso, são, de fato, invariáveis; 2) encontramos, com pouca frequência, um alto nível de desenvolvimento das capacidades. Em geral, considerando o nível de desenvolvimento das capacidades, as pessoas têm uma distribuição normal 3) o produto final das capacidades variáveis está sujeito a controle, mas, para solucionar tarefas de diagnóstico, não serão analisados o conteúdo dessas capacidades nem as particularidades de sua utilização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Talízina, N. F. ., Barros, S. C. B. de ., & Ramalho, B. L. . (2020). Os princípios da psicologia soviética e os problemas do psicodiagnóstico da atividade cognitiva. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 4(1), 277–283. https://doi.org/10.14393/OBv4n1.a2020-56486
Seção
Traduções

Referências

Talizina, N. F. Los principios de la psicología Soviética y los problemas del psicodiagnóstico de la actividad cognoscitiva, En: Antología de la psicología pedagógica y de las edades. C. Habana. Editorial Pueblo y Educación. 1986.