A orientação da ação para leitura crítica a partir de uma Experiência Formativa uma contribuição para o ensino de química

Conteúdo do artigo principal

Alessandro Augusto de Barros Façanha
http://orcid.org/0000-0001-8574-4751

Resumo

A influência da Experiência Formativa no processo de compreensão da ação se constitui como o objeto dessa pesquisa de doutorado, a qual, tem como tese a defesa de que um sistema didático estruturado no conceito de orientação da ação de P. Ya. Galperin é capaz de promover uma mudança qualitativa na base orientadora de futuros professores de Química para ler criticamente. Surge em resposta a um problema de natureza formativa que se revela no distanciamento dessa habilidade como parte do conhecimento profissional para ensinar. Pautada na premissa de que a base orientadora é a estrutura central na aprendizagem, executa uma Experiência Formativa no intuito de se reestruturar a compreensão da leitura crítica em relação a um esquema orientador de referência. A pesquisa se pautou nos aspectos teóricos do enfoque Histórico-cultural com ênfase na Teoria da Atividade de A. N. Leontiev (1978), na perspectiva do experimento formativo de L. S. Vygotski (1982) e no conceito de Orientação da Ação presente na Teoria da Formação Planejada das Ações Mentais e dos Conceitos (TFPAMC) de P. Ya. Galperin (1979;1986), no intuito de investigar o processo de compreensão a ação para ler criticamente no com texto do ensino da Química no âmbito de uma experiência didático-formativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Façanha, A. A. de B. . (2020). A orientação da ação para leitura crítica a partir de uma Experiência Formativa : uma contribuição para o ensino de química. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 4(1), 269–276. https://doi.org/10.14393/OBv4n1.a2020-56485
Seção
Resumo de Teses e Dissertações

Referências

CEREZAL, Julio; FIALLO, Jorge. Cómo investigar en Pedagogía. La Habana: Pueblo y Educación, 2004.

FARIÑAS LEÓN, G. Aprender a aprender. In: Cursos pre congreso Universidad. 2010.

GALPERIN, Petr Ya. Introduction to psychology. Moscow, Izdatel’stvo MGU, 1976.

GALPERIN, Petr Ya. Tipos de orientación y de formación de las acciones y de los conceptos. MINED, Temas de Psicología. La Habana: Orbe, 1979.

GALPERIN, Petr Ya. Intellectual capabilities among older preschool children: On the problem of training and mental development. Review of child development research, v. 6, p. 526-46, 1982.

GALPERIN, Petr Ya. La formación de la acción mental. Ciudad de la Habana. ENPES. En: Selección de lecturas de psicología pedagógica, 1987.

LEONTIEV, Alexei N. Actividad, consciencia y personalidad. Buenos Aires, 1978.
NÚÑEZ, Isauro Beltrán; RAMALHO, Betânia Leite. Diagnóstico do nível de desenvolvimento da orientação de uma ação, em Química Geral, com futuros professores: contribuições da Teoria de P. Ya. Galperin. Obutchénie. Revista de Didática e Psicologia Pedagógica, v. 2, n. 2, p. 412-439, 2018.

RESHETOVA, Z. A. Organization of learning and development of the student. Voprosy psikhologii, n. 5, p. 70+, 2002.

TALÍZINA, Nina F. Métodos para la creación de programas de enseñanza. 1987.

TALÍZINA, Nina F. Psicología de la Enseñanza. Moscú: Progreso, 1988.

VYGOTSKY, L. S. El método instrumental en psicología. Obras escogidas, v. 1, p. 65-70, 1982.

VIGOTSKI, L. S. El problema y el método de investigación. Obras escogidas, v. 2, p. 15, 1993.