Ações de estudo em atividade de formação de professores que ensinam matemática nos anos iniciais Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015

Conteúdo do artigo principal

Ana Paula Gladcheff Munhoz
https://orcid.org/0000-0002-8281-4651

Resumo

Voltados à atividade de formação de professores, e nos pautando na perspectiva da teoria da atividade que está ancorada nos pressupostos da teoria histórico-cultural, investigamos, durante a pesquisa de doutorado aqui resumidamente apresentada, o processo de significação da atividade de ensino de matemática que pode emergir durante uma atividade de formação contínua realizada com professores que ensinam matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Compreendemos significação pela perspectiva de Leontiev, que a interpreta como um processo, isto é, como "a forma em que um homem determinado chega a dominar a experiência da humanidade". Segundo o pesquisador, "a significação medeia a consciência do homem, a forma na qual ele conscientiza o mundo que o rodeia" (LEONTIEV, 1983, p. 225-226)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Munhoz, A. P. G. (2019). Ações de estudo em atividade de formação de professores que ensinam matemática nos anos iniciais : Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 2(3), 809–816. https://doi.org/10.14393/OBv2n3.a2018-47451
Seção
Resumo de Teses e Dissertações

Referências

BASSO, I. S. As condições subjetivas e objetivas do trabalho docente: um estudo a partir do ensino de história. Tese (Doutorado em Educação) –Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1994.

CARAÇA, B. J. Conceitos fundamentais da matemática. Revisto por Paulo Almeida. Lisboa: Gradiva, 2010.

DAVIDOV, V.; MÁRKOVA, A. La concepción de la actividad de estudio de los escolares. In: SHUARE, M.; DAVIDOV, V. La psicologia evolutiva y pedagogia em La URSS –Ontologia: Progresso, Moscou, 1987.

GLADCHEFF,A. P. Ações de estudo em atividade de formação de professores que ensinam matemática nos anos iniciais. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

LEONTIEV, A. Actividad, conciencia, personalidad. Havana: Editorial Pueblo y educación. 1983.

______. Uma contribuição à teoria do desenvolvimento da psique infantil. In: VIGOTSKII, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 11ª ed. São Paulo; Ícone, 2010. (Coleção Educação Crítica)

MARX, K. O capital: crítica da economia política. v.1. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

MORAES, S. P. G. Avaliação do processo de ensino e aprendizagem em matemática: contribuições da teoria histórico-cultural. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

MOURA, M. O. A atividade de ensino como unidade formadora. In: Bolema, Rio Claro, n. 12, p. 29-43, 1996.

______. Pesquisa colaborativa: um foco na ação formadora. In: BARBOSA, R. L. L. (org.) Trajetórias e perspectivas da formação de educadores.São Paulo: Editora UNESP, 2004.

NASCIMENTO, C. P. A atividade pedagógica da educação física: a proposição dos objetos de ensino e o desenvolvimento das atividades da cultura corporal. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução de Paulo Bezerra. 2ª ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

VYGOTSKI, L. S. Obras escogidas. Tomo I.1991.