O conteúdo filosófico e o sujeito da aprendizagem: aportes para a organização do ensino de Filosofia em nível médio

Conteúdo do artigo principal

Cleder Mariano Belieri
Marta Sueli de Faria Sforni
https://orcid.org/0000-0002-9614-2075

Resumo

Pesquisas já realizadas pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Atividade de Ensino (GEPAE) têm evidenciado que o planejamento de ensino que visa o desenvolvimento dos estudantes deve ter como ponto de partida a análise do objeto de ensino e do sujeito da aprendizagem. Neste artigo, analisamos o objeto de ensino - o conceito filosófico- e o sujeito da aprendizagem do ensino médio - o adolescente. Por meio dessa análise, evidenciamos a relação entre as características desse período do desenvolvimento humano e o conhecimento filosófico, bem como identificamos algumas ações didáticas que procuram aproximar os motivos de ensinar filosofia aos motivos de aprendizagem dos estudantes.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Belieri, C. M., & Sforni, M. S. de F. (2018). O conteúdo filosófico e o sujeito da aprendizagem: : aportes para a organização do ensino de Filosofia em nível médio. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 2(2), 392–411. https://doi.org/10.14393/OBv2n2a2018-5
Seção
Dossiê Didáticas específicas à luz da teoria histórico-cultural

Referências

ANJOS, R.E.dos. O papel da educação escolar no desenvolvimento da personalidade do adolescente. In: Nuances: estudos sobre Educação. Presidente Prudente: UNESP, V. 25, nº 1. Jan/Abr. 2014, p. 228-246.

BELIERI, C.M. Aprendizagem de Conceitos Filosóficos no Ensino Médio. 2012. 162 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2012.

BELIERI, C.M. A linguagem filosófica e o desenvolvimento do pensamento em aulas de filosofia no ensino médio. 2017. 191 f. Tese (Doutoradoem Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2017.

BELIERI, C. M.; SFORNI, M. S. de F. Ações docentes no ensino de Filosofia no Ensino Médio. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 19, n. 3, p. 689-710, 16 nov. 2017.

DAVIDOV, V. La Enseñanza Escolar y el Desarrollo Psíquico.Moscú: Editorial Progreso, 1988.

DAVYDOV, V. Problems of developmental instruction:a theoretical and experimental psychological study. Translated by Peter Moxhay. Nova Science Publishers, 2008.

DAVYDOV, V. Tipos de Generalización en la Enseñanza. Habana: Pueblo y Educación, 1982.

ELKONIN, D. B. Desarrollo psíquico del niño desde El nascimiento hasta El ingresso em La escuela. In: SMIRNOV, A. A., LEONTIEV, A.N., RUBINSHTEIN, S.L. & TIEPLOV, B.M. (Orgs.) Psicología.México: Grijalbo, 1969.

ELKONIN, D. B. Sobre el problema de la periodización del desarrollo psíquico en la infancia. In V. Davidov & M. Shuare (Orgs.). La psicologia evolutiva y pedagogica en la URSS. Moscu: Progresso, 1987.

FAVARETTO,Celso Fernando. Notas sobre ensino de filosofia. In: ARANTES, Paulo; SILVA, Franklin Leopoldo e; FAVARETTO, Celso Fernando; FABRINI, Ricardo Nascimento; MUCHAIL, Selma Tannus (Orgs.). A filosofia e seu ensino. Petrópolis: Vozes; São Paulo: EDUC, 1996, p. 77-86.

HEGEL, G. W. F. Sobre o Ensino de Filosofia. Trad: Arthur Morão. Disponível: www.lusosofia.net. Acessado em 15/12/2017.

KOPNIN, P.V. A dialética como lógica e teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

ILYENKOV, E. V. La ascensión de lo abstracto a lo concreto en principios de la lógica dialéctica. In: JIMÉNEZ, A. T. Teoría de la construcción del objeto de estudio. México: Instituto Politécnico Nacional, 2006. p. 151-200.

ILYENKOV, E. V. The dialectics of the abstract and the concrete in Marx's Capital. Delhi: Aakar Books, 2008.

LEBRUN, Gerard. Por que filósofo? Estudos Cebrap (São Paulo), v. 15, 1976, p.148-153, 1976.

LEFEBVRE, H. Lógica formal lógica dialética. 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira 1991.

LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo. Tradução Rubens Eduardo Frias. São Paulo: Centauro, 2004.

LURIA, A. R. Curso de Psicologia Geral:Introdução Evolucionista à Psicologia. Tradução Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1994.

MASCAGNA, G. C. Adolescência:compreensão histórica a partir da escola de Vigotski. 2009. 184f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) –Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2009.

RODRIGO, Lidia Maria. Uma alternativa para o ensino de filosofia no ensino médio. In. SILVEIRA, Renê José Trentin; GOTO, Roberto. Filosofia no ensino médio: temas, problemas e propostas. São Paulo, SP: Edições Loyola, 2007, p. 37-52.

SFORNI, M. S. F.; GALUCH, M. T. B. Conteúdos Escolares e Desenvolvimento Humano: Qual a unidade? Comunicações (Piracicaba), v. 13, ano 2006, p. 150-158.

VIGOTSKI, L. S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VYGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R. Estudos Sobre a história do comportamento: símios, homem primitivo e criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

VYGOTSKI, L. S. Obras Escogidas: tomo II. Madri: Visor, 1993.

VYGOTSKI, L. S. Psicologia Pedagógica.(Edição Comentada). Porto Alegre: Artmed, 2003.