QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE E DO QUEIJO MINAS FRESCAL PROCESSADOS EM DUAS FÁBRICAS DE LATICÍNIOS SOB INSPEÇÃO MUNICIPAL EM UBERLÂNDIA MG

Autores

  • Eliane Cristina Lombardi
  • Maria Teresa Nunes Pacheco Rezende

DOI:

https://doi.org/10.14393/VTv20n2a2014.27811

Palavras-chave:

Queijo

Resumo

Este artigo tem por objetivo avaliar a qualidade microbiológica de amostras de leite cru e pasteurizado utilizados na produção de Queijos Minas Frescais, bem como os Queijos Minas Frescais produzidos, sob Inspeção Municipal, em Uberlândia-MG e ainda as condições higiênico-sanitárias das fábricas de laticínios. Nas duas fábricas de laticínios registradas no Serviço de Inspeção Municipal (SIM) foram coletadas 8 amostras de leite cru para análise microbiológica entre agosto de 2012 e outubro de 2013. Paralelamente realizou-se um levantamento no arquivo do SIM para verificar os resultados de análises microbiológicas realizadas em 14 amostras de leite pasteurizado e 17 amostras de Queijo Minas Frescal. As análises microbiológicas desses estabelecimentos consistiram de contagem bacteriana total, coliformes totais e termotolerantes pela técnica do NMP-3 tubos, presença/ausência de Salmonella sp. e contagem de Staphylococcus coagulase positiva para as amostras de leite e de Queijo Minas Frescal, foi utilizado como parâmetro a IN nâ—¦ 62 de 2011 do MAPA e a Resolução nâ—¦ 12 de 2001 da ANVISA, respectivamente. As análises microbiológicas e físico-químicas das amostras de leite pasteurizado foram satisfatórias para consumo humano de acordo com a norma vigente do MAPA. Das amostras de queijo, quanto à presença de coliformes termotolerantes, duas (12%) estavam em desacordo com a legislação. Quanto as análises de Staphylococcus coagulase positivo e Salmonella sp. 100% das amostras estavam de acordo com a legislação. As fábricas de laticínios A e B apresentaram 100% e 50% das amostras de leite cru satisfatórias respectivamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-03

Como Citar

Lombardi, E. C., & Rezende, M. T. N. P. (2015). QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE E DO QUEIJO MINAS FRESCAL PROCESSADOS EM DUAS FÁBRICAS DE LATICÍNIOS SOB INSPEÇÃO MUNICIPAL EM UBERLÂNDIA MG. Veterinária Notícias, 20(2). https://doi.org/10.14393/VTv20n2a2014.27811