AVALIAÇÃO DA GAMA-GLUTAMILTRANSFERASE NA URINA DE CADELAS COM PIOMETRA

Autores

  • MARINA GRECO MAGALHAES GUERRA DE ANDRADE FAMEV/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLANDIA
  • Fabíola Oliveira Paes Leme ESCOLA DE VETERINÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)
  • Paulo Ricardo Oliveira Paes ESCOLA DE VETERINÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)
  • Valentim Arabicano Gheller ESCOLA DE VETERINÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)

DOI:

https://doi.org/10.14393/VTV20N1a2014.24616

Palavras-chave:

Canis familiaris. Infecção uterina. Enzimúria. Biomarcadores renais.

Resumo

Cadelas com piometra podem apresentar lesões tubulares provocadas pela deposição de imunocomplexos que favorecem ao desenvolvimento de doença glomerular primária, lesão tubular intersticial, azotemia e redução da capacidade de concentração da urina pelos túbulos renais e da capacidade de filtração glomerular. Considerando a importância da determinação precoce de lesões de túbulo renal em cadelas com infecção uterina, este trabalho tem como objetivo determinar a concentração da GGTu na urina de 23 cadelas com idades entre três e 13 anos e diagnóstico de piometra. Foram determinados os valores séricos da uréia e creatinina e a concentração da enzima GGTu na urina, pelo método colorimétrico e as absorbâncias determinadas através da espectrofotometria em aparelho automático. A densidade urinária e presença de proteinúria foram dosadas com o uso de fita reagente de urina. Foi encontrada densidade urinária média de 1.015 e proteinúria em 65% (15/23) dos animais. Foi observada elevação da uréia em todos os animais e de creatinina em 22% (5/23) dos animais estudados, sendo os valores médios encontrados iguais a 60,39mg/dL e 1,38mg/dL respectivamente. Dentre as cadelas com piometra avaliadas, 43% (10/23) apresentaram aumento de GGTu com média de 180U/L. A elevação de GGTu sem aumento concomitante de creatinina sérica foi observada em 70% (7/10) dos animais, o que indica que a mensuração da atividade da GGTu na urina, é um teste laboratorial mais adequado à detecção de lesão tubular aguda em cadelas com piometra que as dosagens séricas de uréia e creatinina, quando se pretende detectar precocemente a presença de lesão tubular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

MARINA GRECO MAGALHAES GUERRA DE ANDRADE, FAMEV/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLANDIA

MESTRANDA EM SA

Fabíola Oliveira Paes Leme, ESCOLA DE VETERINÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)

Professora titular DEPARTAMENTO DE CLINICA E CIRURGIA VETERINARIA\ ESCOLA DE VETERÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)

Paulo Ricardo Oliveira Paes, ESCOLA DE VETERINÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)

Professor titular DEPARTAMENTO DE CLINICA E CIRURGIA VETERINARIA\ ESCOLA DE VETERÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)

Valentim Arabicano Gheller, ESCOLA DE VETERINÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)

Professor titular DEPARTAMENTO DE CLINICA E CIRURGIA VETERINARIA\ ESCOLA DE VETERÁRIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (EV-UFMG)

Downloads

Publicado

2014-05-08

Como Citar

ANDRADE, M. G. M. G. D., Paes Leme, F. O., Paes, P. R. O., & Gheller, V. A. (2014). AVALIAÇÃO DA GAMA-GLUTAMILTRANSFERASE NA URINA DE CADELAS COM PIOMETRA. Veterinária Notícias - Veterinary News, 20(1). https://doi.org/10.14393/VTV20N1a2014.24616