Nas ruas do sem fim do mundaréu com "As quatro chaves" e o Ventoforte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/OUV-v18n2a2022-66162

Palavras-chave:

Teatro de Rua, Pedagogia do Teatro, Arte Educação, Ventoforte, Ilo Krugli

Resumo

O artigo é parte da pesquisa atoral acerca da música, da dança e das artes visuais como linguagens essenciais para o jogo dos atuantes com o público no teatro de rua. A tese originária do artigo é constituída de estudos e experimentações corpóreo-musicais na sala de ensaio, apresentações de peças, de rua e palco, investigações e recolhas permanentes de materiais estéticos pelo país, para construir as bases práticas e conceituais de uma metodologia de ensino do teatro fundamentada nas variantes antropológicas brasileiras, que traz a música e a dança popular para os processos criativos e as relações de ensino-aprendizagem. Nesse contexto investigativo atoral, o artigo destaca os modos de preparação-criação e apresentação de “As quatro chaves”, espetáculo de rua e espaços abertos, em que as artes são integradas num jogo de aprendizagem dos desejos com o público, ressaltando a relevância artística e pedagógica de Ilo Krugli e do Ventoforte na historiografia da arte-educação e do teatro infanto-juvenil no Brasil. A peça traduz o ideário, a criativa e libertária visão de mundo de Ilo Krugli, que faz da brincadeira de rua dos desejos o espaço de troca de saberes e experiências, campo de conhecimento e liberdade de expressão, de autonomia do ser, de tempos e espaços coletivos de comunhão e celebração.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Carlos Ribeiro dos Santos, UnB

Luís Carlos Ribeiro dos Santos, dito Luiz Carlos Laranjeiras, é ator, dramaturgo, doutor em Artes Cênicas (ECA-USP), mestre em Filosofia, diretor teatral e musical de peças com os grupos paulistas Andaime, Coletivo dos Anjos, Cia. Burucutu, Alumiah, Pés no Chão, Caixa de Histórias, Farândola Trupe, Teatro do Imprevisto, Arte das Águas, Labirinto/Tropa da Vale, Cênica e Teatro da Cadela Manca/PR. Publicou os livros A música e a dança popular na aprendizagem das Artes Cênicas; jogos rapsódicos (2021), Teatro de Luiz Carlos Laranjeiras (2015) e Folia da terra (2009). Ator, cenógrafo, bonecos, objetos do Teatro Ventoforte (RJ-SP) sob direção de Ilo Krugli: As quatro chaves, Brinquedo da noite, Labirinto de Januário, A tempestade, História do barquinho, Choro Lorca, História de lenços e ventos, Sete corações, Caminhadas e o disco O gigante azul. Integrante do Grupo Multidisciplinar de Estudo e Pesquisa em Arte e Educação (ECA-USP). 

Downloads

Publicado

2022-12-26

Como Citar

SANTOS, L. C. R. dos. Nas ruas do sem fim do mundaréu com "As quatro chaves" e o Ventoforte. ouvirOUver, [S. l.], v. 18, n. 2, p. 229–246, 2022. DOI: 10.14393/OUV-v18n2a2022-66162. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/66162. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Ilo Krugli e seu indomável Ventoforte