O drama e os jogos eletrônicos no contexto pedagógico do Ensino Médio

Autores

  • Victor Emanuel Carlim Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR
  • Lívia Sudare de Oliveira Universidade Federal do Paraná – UFPR, Curitiba, Paraná https://orcid.org/0000-0002-7750-5125
  • Robson Rosseto Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, campus de Curitiba II http://orcid.org/0000-0002-7905-9819

DOI:

https://doi.org/10.14393/OUV-v16n2a2020-52498

Palavras-chave:

Processo-drama, Jogos eletrônicos, Construção de narrativa, Ensino básico

Resumo

O presente texto analisa a abordagem do drama associado aos jogos eletrônicos com estudantes do Ensino Médio no espaço escolar. A investigação se valeu de um questionário que discriminou os gêneros e as temáticas dos jogos eletrônicos mais presentes no cotidiano dos participantes. A coleta de dados apontou a violência, a sexualidade e as relações de gênero como os temas mais recorrentes nos jogos citados. O drama foi desenvolvido com base nos referidos assuntos e, ao longo das proposições, os conteúdos mobilizaram a capacidade reflexiva e criativa dos estudantes na construção de narrativas cênicas. O aplicativo WhatsApp foi utilizado como recurso de difusão e compartilhamento de informações extraclasse. Esta experiência evidenciou o drama como um método de ensino capaz de conduzir os participantes a investigarem situações dramáticas, de acordo com os seus próprios conhecimentos, tendo em vista a ampliação da autonomia para se tornarem sujeitos de sua própria aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Emanuel Carlim, Universidade Estadual do Paraná – UNESPAR

Victor Emanuel Carlim é mestrando em Artes pelo Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGARTES) pela Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR e graduado em Licenciatura em Teatro pela mesma instituição. Ator do Grupo Olho Rasteiro, o qual tem como investigação o Teatro de Rua e o Teatro em espaços alternativos.

Lívia Sudare de Oliveira, Universidade Federal do Paraná – UFPR, Curitiba, Paraná

Lívia Sudare de Oliveira é Doutora em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC e Mestra em Teatro pela mesma instituição. Docente do Curso de Produção Cênica da Universidade Federal do Paraná - UFPR. Autora dos livros: O Teatro de Revista durante a Era Vargas: Modernidade e ambiguidade transbordam na cena revisteira (editora Beau Bassin, 2017) e Romani People in Brazil. From Exile to the Search for Social Rights. (Editora Grin Verlag, 2017).

Robson Rosseto, Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR, campus de Curitiba II

Robson Rosseto é Doutor em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP e Mestre em Teatro pela Universidade Estadual de Santa Catarina - UDESC. Docente do Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGARTES) e coordenador do Curso de Licenciatura em Teatro, da Universidade Estadual do Paraná - UNESPAR. Integrante dos Grupos de Pesquisa Arte, Educação e Formação Continuada (CNPq/UNESPAR) e Laboratório de estudos em Educação, Linguagem e Teatro - ELiTe (CNPq/UFPR). Autor dos livros: Jogos e Improvisação Teatral: perspectivas metodológicas (Editora Unicentro, 2013) e Interfaces entre Cena Teatral e Pedagogia: a percepção sensorial na formação do espectador-artista-professor (Editora Paco, 2018).

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

CARLIM, V. E.; OLIVEIRA, L. S. de; ROSSETO, R. O drama e os jogos eletrônicos no contexto pedagógico do Ensino Médio. ouvirOUver, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 451–465, 2020. DOI: 10.14393/OUV-v16n2a2020-52498. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/52498. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Perspectivas do Drama no Brasil