Relatos ficcionales: entre el retrato y el simulacro

Autores

  • Laura Ribero Rueda Universidade Feevale

DOI:

https://doi.org/10.14393/OUV17-v11n2a2015-6

Palavras-chave:

Retrato, fotografia, simulacro, identidade, alteridade

Resumo

O objetivo deste artigo é refletir acerca do retrato fotográfico como uma construção de imaginários, assumindo a identidade como uma multiplicidade, onde o conceito de realidade esta diluído no território da ficção. A posse e a simulação são parte do retrato fotográfico, onde o eu é reconhecido como uma pluralidade, uma entidade dinâmica onde permanentemente questionamos acerca de que é real e acerca de quem é esse eu -ou esse outro- que desejo apresentar fotograficamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laura Ribero Rueda, Universidade Feevale

Doutora em Artes Visuais pela Universitat de Barcelona, Espanha (2013) e licenciada em Artes Visuais pela Universidad Jorge Tadeo Lozano, Bogotá, Colômbia (2000).

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

RIBERO RUEDA, L. Relatos ficcionales: entre el retrato y el simulacro. ouvirOUver, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 360–376, 2015. DOI: 10.14393/OUV17-v11n2a2015-6. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/30561. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Interdito: fotografia e fabulação