Da escuta do objeto sonoro à composição musical? Um estudo sobre a irreversibilidade da escuta em composição

Autores

  • Edson Zampronha Universidade Internacional Valenciana Conservatório Superior de Musica de Oviedo

Resumo

É realmente possível que, dentro do contexto da música eletroacústica, a escuta possa nos levar dos objetos sonoros à composição musical? O solfejo dos objetos sonoros, proposto por Pierre Schaeffer, sugere esta possibilidade. No entanto, o próprio Schaeffer termina afirmando que isto não é possível. O que de fato impossibilita isto? O presente texto tem por objetivo identificar o ponto central desta questão. Para isto, incluo uma breve apresentação do solfejo, desenvolvo uma aplicação prática do solfejo no segundo movimento da obra Étude aux objets, de Schaeffer, e finalmente concluo que esta impossibilidade resulta do fato das regras da escuta não serem reversíveis em regras de composição. Paralelamente, mostro, em linhas gerais, como o solfejo dos objetos sonoros e regras de composição podem relacionar-se para que efetivamente seja possível partir da escuta do objeto sonoro e chegar à composição musical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Zampronha, Universidade Internacional Valenciana Conservatório Superior de Musica de Oviedo

Edson Zampronha é compositor.

Downloads

Publicado

2012-05-29

Como Citar

ZAMPRONHA, E. Da escuta do objeto sonoro à composição musical? Um estudo sobre a irreversibilidade da escuta em composição. ouvirOUver, [S. l.], v. 7, n. 1, 2012. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/17201. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Artes Contemporâneas 2