Ateliê de arte na escola: percursos dialógicos entre o espaço vazio e o espaço a ser apreendido

Autores

  • Clarice Carolina Ortiz de Camargo Eseba/UFU

Palavras-chave:

Ateliê de Arte, alfabetização geográfica, concepção de arte.

Resumo

Neste texto desenvolvemos um relato de experiência sobre a não-utilização do Ateliê de Arte numa escola municipal do Ensino Fundamental I e refletimos sobre o conceito de Ateliê de Arte e de espaço (escola e entorno). Realizamos ainda uma breve análise do percurso histórico das tendências pedagógicas no ensino de arte, assim como as concepções e práticas pedagógicas que marcam a não-ocupação dos espaços físicos da escola, objetivando deste modo, uma ocupação reflexiva do espaço com vistas ao pertencimento coletivo e ativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarice Carolina Ortiz de Camargo, Eseba/UFU

Pedagoga com habilitação em Gestão Escolar do Ensino Fundamental e Médio e especialista em Arte-Educação, pelo Centro Universitário Maria Antonia, USP. Professora da Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia (ESEBA), Uberlândia, MG.

Downloads

Publicado

2011-04-12

Como Citar

DE CAMARGO, C. C. O. Ateliê de arte na escola: percursos dialógicos entre o espaço vazio e o espaço a ser apreendido. ouvirOUver, [S. l.], v. 6, n. 2, 2011. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/ouvirouver/article/view/12296. Acesso em: 15 ago. 2022.