O percurso escolar dos imigrantes italianos e alemães na Serra dos Tapes (Pelotas/RS, 1920-1950): similitudes e particularidades

Conteúdo do artigo principal

Renata Brião de Castro
https://orcid.org/0000-0002-5724-6621
Patrícia Weiduschadt
https://orcid.org/0000-0001-6804-7591

Resumo

Neste artigo analisam-se as memórias da trajetória escolar dos descendentes de imigrantes italianos e de alemães na região da Serra dos Tapes. Para isso, as fontes de pesquisa estão constituídas por 32 entrevistas, as quais são acervo do Museu Etnográfico da Colônia Maciel, localizado no interior do município de Pelotas (RS). Para isso, utilizam-se teorias acerca da memória coletiva, etnicidade e identidade. A metodologia empregada é a da história oral. O recorte temporal está estabelecido nas décadas em que os entrevistados frequentaram a escola (1920-1950). Serão abordadas as similitudes e particularidades entre os dois grupos. Em ambos os grupos se nota a importância atribuída a escolarização e a religiosidade. Nas particularidades, percebe-se que o grupo dos italianos preferiam as escolas públicas, enquanto os alemães optavam pelas comunitárias em língua alemã.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Castro, R. B. de, & Weiduschadt, P. (2019). O percurso escolar dos imigrantes italianos e alemães na Serra dos Tapes (Pelotas/RS, 1920-1950): similitudes e particularidades. Cadernos De História Da Educação, 18(2), 571–591. https://doi.org/10.14393/che-v18n2-2019-16
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Renata Brião de Castro, Universidade Federal de Pelotas (Brasil)

https://orcid.org/0000-0002-5724-6621
http://lattes.cnpq.br/8866766022973381
renatab.castro@gmail.com

Patrícia Weiduschadt, Universidade Federal de Pelotas (Brasil)

https://orcid.org/0000-0001-6804-7591
http://lattes.cnpq.br/0643205535014525
prweidus@gmail.com

Referências

AMADO, Janaína (orgs.). Usos e abusos da História Oral. 8.ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2006.

AMADO, Janaína. O Grande mentiroso: tradição, veracidade e imaginação em história oral. In: História, São Paulo, p.125-136, 1995.

ANDERSON, Benedict. Comunidades Imaginadas. 4. reimpressão. São Paulo: companhia das letras, 2008.

BARROS, José D’Assunção. O projeto de pesquisa em história: da escolha do tema ao quadro teórico. Petrópolis: Editora Vozes, 2011. https://doi.org/10.18817/ot.v10i16.270

CASTRO, Renata Brião de. A Escola Garibaldi e o professor José Rodeghiero na Colônia Maciel – Pelotas (RS) (1928 – 1950): grupo local e etnia. 2017. 220 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pelotas. https://doi.org/10.21475/ajcs.18.12.06.pne1087

CERQUEIRA, Fábio Vergara et al. Museu Etnográfico da Colônia Maciel: a trajetória de um equipamento cultural dedicado à memória da comunidade ítalodescendente de Pelotas. Revista Memória em Rede, Pelotas, v.1, n° 1, p. 70 - 85, 2009. Disponível em: <https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/Memoria/article/view/9567>. Acesso em: 11 jun. 2015. https://doi.org/10.15210/rmr.v7i13.6304

CERTEAU, Michel de. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982.

CORSETTI et al. A política educacional no Rio Grande do Sul e a questão da Nacionalização do Ensino (1930/1945). História da Educação, n. 23, p. 173-192, 2007. Disponível em: < http://seer.ufrgs.br/asphe/article/view/29277>. Acesso em: 09 abr. 2015. https://doi.org/10.22456/2178-8839.54734

DREHER; Martin (org.). Populações Rio-Grandenses e Modelos de Igreja. Porto Alegre e São Leopoldo: EST/Sinodal, 1990.

FERREIRA, Marieta de Moraes; Amado Janaína. Apresentação. In: FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína (orgs.) Usos e abusos da História Oral. 8.ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2006. https://doi.org/10.22409/economica.9i1.p137

GRAZZIOTIN, Luciane Sgarbi Santos; ALMEIDA, Dóris Bittencourt. Romagem do tempo e recantos da memória: reflexões metodológicas sobre História Oral. São Leopoldo: Oikos, 2012.

HALL, Stuart. Quem precisa de identidade? In: SILVA, Tomás Tadeu da (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2014, p. 103-133.

HOBSBAWM, Eric. RANGER, Terence. A invenção das tradições. 2ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

KREUTZ, Lúcio. A educação de Imigrantes no Brasil. In: LOPES, Elaine Marta Teixeira; FARIA, Luciano Filho Mendes de; VEIGA, Cintia Greiva (orgs.). 500 anos de História da Educação no Brasil. 2ª ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000. p. 347-370. https://doi.org/10.1590/s1413-24782000000200010

KREUTZ, Lúcio. Escolas de imigração alemã no Rio Grande do Sul: perspectiva histórica. In: MAUCH, Cláudia e VASCONCELLOS, Naira (orgs.). Os Alemães no sul do Brasil: cultura, etnicidade e cultura. Canoas, ULBRA, 1994. https://doi.org/10.18316/recc.v23i1.3925

KREUTZ, Lúcio. Etnia e educação: perspectivas para uma análise histórica. In: SOUSA, Cynthia Pereira de; CATANI, Denice Barbara (orgs.). Práticas Educativas, Culturais Escolares, Profissão Docente. São Paulo: Escrituras Editora e Distribuidora de Livros, 1998, p. 93-110.

KUHKMANN, Moysés Júnior; FERNANDES, Fabiani Silva. Periódicos e a História da Educação: base de dados como recurso metodológico. São Paulo: FCC/SEP, 2014.

IOTTI, Luiza Horn. O olhar do poder: a imigração italiana no Rio Grande do Sul, de 1875 a 1914, através dos relatórios consulares. 2. ed. Caxias do Sul: EDUCS, 2001. https://doi.org/10.6026/97320630010381

LUCHESE, Terciane Ângela. Modos de fazer história da Educação: pensando a operação historiográfica em temas regionais. Revista História da Educação, Porto Alegre, v. 18, n. 43, p. 145 - 161, 2014. Disponível em: acesso em: 24 abr. 2015. https://doi.org/10.1590/s2236-34592014000200009

LUCHESE, Terciane Ângela. O processo escolar entre imigrantes na região colonial italiana do Rio Grande do Sul, 1875 a 1930: leggere, scrivere e calcolare per essere alcuno nella vita. 2007. 495f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2007. https://doi.org/10.21115/jbes.v8.n2.p108-117

PEIXOTO, Luciana Silva et al. Museu e identidade: o projeto da Colônia Maciel. Horizontes de maíz y barro: Foro Latino americano" Memoria e Identidad", Montevideo, p. 148, 2008. Disponível em www.fundacaobunge.org.br/uploads/.../museu_da_maciel_montevideu. acesso em 23 de março de 2015. https://doi.org/10.11606/t.16.2013.tde-27012014-110902

PORTELLI, Alessandro. História oral e poder. Mnemosine, v. 6, n. 2, 2010. Disponível em: acesso em: 25 mar. 2015. https://doi.org/10.21491/2237-3217/mnemosine.v6n1p203-217

POUTIGNAT, Philippe; STREIFF-FENART, Jocelyne. Teorias da etnicidade. 2. ed. São Paulo: Unesp, 2011.

VOLDMAN, Daniéle. Definições e usos. In: FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína (orgs.). Usos e abusos da História Oral. 8.ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2006. p. 33 – 41. https://doi.org/10.22409/economica.9i1.p137

WEIDUSCHADT, Patrícia. A nacionalização do ensino no contexto imigratório. ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO SUL RIO GRANDENSE DE PESQUISADORES EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 15., 2009, Caxias do Sul. Anais... Caxias do Sul: ASPHE, 2009. https://doi.org/10.6026/97320630010381

WEIDUSCHADT, Patrícia. O Sínodo de Missouri e a educação pomerana em Pelotas e São Lourenço do Sul nas primeiras décadas do século XX: identidade e cultura escolar. 2007. 256 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2007. https://doi.org/10.21475/ajcs.17.11.03.pne219

WEIDUSCHADT, Patrícia; FISCHER, Beatriz T. Daudt. História oral e memória: aportes teórico-metodológicos na investigação de trajetórias docentes. In: FERREIRA, Marcia. Ondina Vieira.; FISCHER, Beatriz. T. Daudt; PERES, Lúcia. Maria Vaz. (orgs). Memórias docentes: abordagens teórico-metodológicas e experiências de investigação. São Leopoldo: Oikós, 2009.

WERLE, Flávia Obino Correa; METZLER, Ana Maria Carvalho. Contextos, institucionalização e práticas pedagógicas. In: WERLE, Flávia Obino Correa (org). Educação Rural: práticas civilizatórias e institucionalização da formação de professores. São Leopoldo, Oikós, 2010. p. 15-52. https://doi.org/10.14393/che-v15n3-2016-9

WOODWARD, Kathryn. Identidade e Diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomás T. da (org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2014, p. 7-73.