FORMAS E SENTIDOS DO CATECISMO NA HISTÓRIA E SUA REPRESENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Conteúdo do artigo principal

Evelyn de Almeida Orlando

Resumo

Este artigo trata de uma classe de impressos específica, os catecismos católicos, com o objetivo de analisar suas formas e sentidos na História. O livro de catecismo é entendido como objeto cultural, tal como propõe Chartier (1976; 1994; 2003), Darnton (1990) e Toledo (2001), cuja produção sempre acompanhou as diferentes conjunturas sociais e políticas que marcaram as sociedades em seus diferentes tempos, se reconfigurando conforme novas demandas iam sendo produzidas. Com isso, buscou-se compreender qual é a representação dessas mudanças nas práticas educativas católicas no Brasil e como esse objeto aproxima a Igreja do diálogo com a modernidade pedagógica? Buscou-se, ainda, compreender tais mudanças no cenário educacional brasileiro, atentando para as mudanças dos projetos editoriais associada aos debates educacionais e ao mercado editorial, considerando sua modernização como uma estratégia de fortalecimento do campo religioso católico no cenário educacional, mas também na sua função social de recatolicização da sociedade pelo catecismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Orlando, E. de A. (2015). FORMAS E SENTIDOS DO CATECISMO NA HISTÓRIA E SUA REPRESENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA. Cadernos De História Da Educação, 14(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/32120
Seção
Artigos