PRÁTICAS EDUCATIVAS E INTERNAMENTO DE JOVENS EM PORTUGAL NA TRANSIÇÃO DO SÉCULO XIX PARA O SÉCULO XX - A COLÓNIA AGR͍COLA CORRECIONAL DE VILA FERNANDO

Conteúdo do artigo principal

Paulo Delgado
Maria Helena Lopes
José António Oliveira

Resumo

Inaugurada em 1895 junto a Elvas, a Colónia Agrícola Correcional de Vila Fernando procurava a regeneração de jovens por meio do trabalho, buscando também acabar com as péssimas condições a que estavam sujeitos os jovens ao serem encarcerados com os adultos, nas cadeias do país. Analisaremos, no período compreendido entre finais do século XIX e início do século XX, os diferentes processos educativos presentes no quotidiano da instituição, nas práticas do trabalho, da formação profissional e do ensino escolar, procurando averiguar, numa perspetiva histórico-pedagógica, de que modo a instituição foi capaz de conciliar o carácter disciplinador do trabalho com a reintegração social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Delgado, P., Lopes, M. H., & Oliveira, J. A. (2015). PRÁTICAS EDUCATIVAS E INTERNAMENTO DE JOVENS EM PORTUGAL NA TRANSIÇÃO DO SÉCULO XIX PARA O SÉCULO XX - A COLÓNIA AGR͍COLA CORRECIONAL DE VILA FERNANDO. Cadernos De História Da Educação, 13(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/29215
Seção
Artigos