Desenvolvimento de uma situação desencadeadora de aprendizagem do conceito de ângulo por meio de quatro ações de estudo davidovianas em um contexto de formação inicial de professores

Conteúdo do artigo principal

Josélia Euzébio da Rosa
https://orcid.org/0000-0001-5738-8518
Frank Becker
https://orcid.org/0000-0001-5182-2213

Resumo

A presente pesquisa, de natureza experimental, objetivou investigar o desenvolvimento do pensamento matemático em nível teórico, mediado pelo conceito de número, a partir da grandeza ângulo. Um Experimento Didático Desenvolvimental foi realizado com estudantes do Curso de Pedagogia. A dialética foi adotada como método de ensino e de pesquisa. Buscou-se desenvolver uma síntese histórica dos conceitos matemáticos a partir de Situações Desencadeadoras de Aprendizagem. Nesse sentido, indícios de desenvolvimento do pensamento matemático em nível teórico foram reunidos. Os resultados evidenciam a necessidade e algumas possibilidades de ressignificação do modo de organização do ensino no contexto da formação inicial de professores pesquisado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Rosa, J. E. da, & Becker, F. . (2021). Desenvolvimento de uma situação desencadeadora de aprendizagem do conceito de ângulo por meio de quatro ações de estudo davidovianas em um contexto de formação inicial de professores. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 5(2), 484–516. https://doi.org/10.14393/OBv5n2.a2021-61411
Seção
DOSSIÊ - SISTEMA DIDÁTICO ELKONIN-DAVIDOV-REPKIN

Referências

ARAUJO, E. S. Atividade orientadora de ensino: princípios e práticas para organização do ensino de matemática. Revista Paranaense de Educação Matemática, v. 8, 2019. Disponível em: http://rpem.unespar.edu.br/index.php/rpem/article/view/1822. Acesso em: 17 mar. 2021. DOI: https://doi.org/10.33871/22385800.2019.8.15.123-146.

BECKER, F.; ROSA, J. E. Ângulo – do abstrato ao concreto. GeoGebra. 2020.
Disponível em: https://www.geogebra.org/m/ms5aqvqx. Acesso em: 23 nov. 2020.

CARAÇA, B. J. Conceitos fundamentais da matemática. Lisboa: Tipografia Matemática, 1951.

DAVÍDOV, V. V. Tipos de generalización en la enseñanza. 3. ed. Habana: Editorial Pueblo y Educación, 1982.

DAVÍDOV, V. V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico. Moscú: Editorial Progreso, 1988.

DAVÍDOV, V. V. Análise dos princípios didáticos da escola tradicional e dos possíveis princípios do ensino em um futuro próximo. Trad. Rosa, J. E. e Damazio, A. In: LONGAREZI, A. M.; PUENTES, R. V. (Orgs.). Ensino desenvolvimental: antologia. Uberlândia: Edufu, 2017, p. 211-223, livro I.

FRAGA, M. A. Significação do ângulo: indícios do conceito em atividades de localização. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de São Paulo, 2016. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-18032019-155339/en.php. Acesso em: 23 nov. 2020. DOI: https://doi.org/10.11606/D.48.2019.tde-18032019-155339.

KOPNIN, P. V. A dialética como lógica e teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

MOURA, M. O. de (Coord.). Controle da variação de quantidades: Atividades de ensino. São Paulo: FEUSP, 1996.

MOURA, M. O. et al. A atividade orientadora de ensino como unidade entre ensino e aprendizagem. In: MOURA, M. O. (Org.). A atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. Campinas: Autores Associados, 2016. p. 93-125.

NÓBRIGA, J. C. C.; SIPLE, I. Z. Livros Dinâmicos de Matemática. Revista do Instituto GeoGebra de São Paulo, v. 9, n. 2, p. 78-102, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.23925/2237-9657.2020.v9i2p078-102.

OLIVEIRA, N. M.; PANOSSIAN, M. L. Relações entre “situação desencadeadora” e “problema desencadeador”. In: XXV SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA UTFPR. Anais eletrônicos [...] Disponível em: https://eventos.utfpr.edu.br/sicite/sicite2020. Acesso em: 17 mar. 2021.

ROSA, J. E.; MATOS, C. F. Atividade orientadora de ensino e proposição davydoviana na organização do ensino de matemática. Obutchénie. R. de Didat. e Psic. Pedag. Uberlândia, MG. v.2, n.1, p. 69-91, jan./abr. 2018. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/Obutchenie/article/view/42534. Acesso em: 17 dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.14393/OBv2n1a2018-4.