A dimensão revolucionária do desenvolvimento e o papel da imaginação

Conteúdo do artigo principal

Vera Lucia Trevisan de Souza
https://orcid.org/0000-0003-2062-0680
Guilherme Siqueira Arinelli
https://orcid.org/0000-0001-5539-210X

Resumo

Este artigo, de natureza teórico-reflexiva, tem por objetivo problematizar o tema do desenvolvimento na Psicologia Histórico-Cultural, assumindo-o como revolucionário. A partir de estudos e reflexões apresentam-se compreensões que colocam a imaginação no centro do processo revolucionário empreendido pelo sujeito ao longo de sua vida. Ao final, defende-se, a partir de estudos promovidos com estudantes e profissionais de instituições educativas, a proposição da pesquisa-intervenção como método de investigação e ação que põe o fenômeno do desenvolvimento em movimento e possibilita apreendê-lo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Souza, V. L. T. de ., & Arinelli, G. S. . (2019). A dimensão revolucionária do desenvolvimento e o papel da imaginação. Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 3(2), 1–22. https://doi.org/10.14393/OBv3n2.a2019-51560
Seção
Dossiê: Aprendizagem e Desenvolvimento na Teoria Histórico-Cultural

Referências

CASSIRER, E. Antropologia Filosófica. São Paulo: Editora Mestre Jou, 1977.

ESPINOSA, B. Ética (3ª ed.). (L Xavier, Trans.). São Paulo: Atenas, 1677/1957.

LAPOUJADE, M. N. Filosofia de la imaginación. México: Siglo Veintiuno Editores, 1988.

MANGUEL, A. Lendo imagens: uma história de amor e ódio. São Paulo: Cia das Letras, 2001.

MANGUEL, A. À mesa com o Chapeleiro Maluco: ensaios sobre corvos e escrivaninhas. São Paulo: Cia das Letras, 2008.

NEVES, M. A. P.; ARINELLI, G. S.; REIS, E. C. G; MEDEIROS, F. P.; SOUZA, V. L. T. Psicologia Escolar no Ensino Médio: reflexões sobre trabalho e profissão. In: SOUZA, V. L. T.; AQUINO, F. de S. B.; GUZZO, R. S. L.; MARINHO-ARAÚJO, C. M. (org.). Psicologia Escolar Crítica: atuações emancipatórias nas escolas públicas. Campinas: Alínea, 2018, p. 83-100. https://doi.org/10.1590/s1414-98932012000300006

SALGADO, S. Êxodos. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

SALGADO, S. África. Colônia: Taschen, 2007.

SOUZA, V. L. T. Arte, Imaginação e Desenvolvimento Humano; aportes à atuação do Psicólogo na escola. In: DAZZANI, M. V.; SOUZA, V. L. T. (org.) Psicologia Escolar Crítica: teoria e prática nos contextos educacionais. Campinas: Alínea, 2016, p. 77-94.

SOUZA, V. L. T.; DUGNANI, L. A. C.; REIS, E. C. G. Psicologia da Arte: fundamentos e práticas para uma ação transformadora. Estud. psicol. (Campinas), v. 35, n. 4, p. 375-388, Dec. 2018. https://doi.org/10.1590/1982-02752018000400005

SOUZA, V. L. T.; NEVES, M. A. P. Psicologia Escolar no Ensino Médio Público: o rap como Mediação. Revista de Psicologia da IMED, Passo Fundo, v. 11, n. 1, p. 6-26, abr. 2019. https://doi.org/10.18256/2175-5027.2019.v11i1.2986

TATEO, L. What imagination can teach us about the higher mental functions. In: VALSINER, J.; MARSICO, G.; CHAUDHARY, N.; SATO, T.; DAZZANI, V. Psychology as the Science of human being. Annals of theoretical psychology: Springer, 2016, p. 149-164. https://doi.org/10.1007/978-3-319-21094-0_9

VERESOV, N. The concept of perezhivanie in cultural-historical theory: content and contexts. In: FLEER, M.; GONZÁLEZ-REY, F.; VERESOV, N. Perezhivanie, emotions and subjectivity, Perspectives in Cultural-Historical Research. Singapore, Springer, 2017. p. 47-70. https://doi.org/10.1007/978-981-10-4534-9_3

VIGOTSKI, L. S. Obras Escogidas (Lydia Kuper, Trad.). Madrid: Visor, 1995. (Trabalho original publicado em 1931). iii.

VIGOTSKI, L. S. Obras Escogidas (Lydia Kuper, Trad.). Madrid: Visor, 1996. (Trabalhos originais de 1930-1934). iv.

VIGOTSKI, L. S. Psicologia da Arte. São Paulo, Martins Fontes, 1999. (Texto original publicado em 1925).

VIGOTSKI, L. S. Teoria e método em psicologia. (C. Berliner, Trad.). São Paulo, Martins Fontes, 2004. (Textos originais de 1924-1934).

VIGOTSKI, L. S. La imaginacion y el arte en la infancia. Madrid: Akal, 2009. (Texto original publicado em 1930).

VIGOTSKI, L. S. Quarta aula: a questão do meio na pedologia. (MP Vinha, Trad.). Psicologia USP, 21, 681-701, 2010. (Trabalho original publicado em 1935). https://doi.org/10.1590/s0103-65642010000400003