A Mediação do Conhecimento Teórico-filosófico na Atividade Pedagógica estudos sobre as possibilidades de superação das manifestações do fracasso escolar

Conteúdo do artigo principal

Sandra Braga Freire
Maria Eliza Mattosinho Bernardes
https://orcid.org/0000-0003-4958-5647

Resumo

O presente texto é a síntese de uma pesquisa mestrado fundamentada na teoria histórico-cultural, cujo objetivo geral é analisar as possibilidades de superação das manifestações do fracasso escolar a partir da mediação do conhecimento teórico-filosófico, no contexto do ensino da Filosofia. Em busca da compreensão da realidade concreta própria da problemática, a saber, que o fracasso escolar é um fenômeno social construído no interior da escola, um experimento didático fora executado pela pesquisadora executante em uma turma da terceira série do Ensino Médio, no contexto do ensino da Filosofia. Estes escolares possuíam elementos que representavam o do todo concreto, cujas manifestações do fracasso escolar apontavam para a cisão entre os modos de ação na atividade de estudo e a sua finalidade, a apropriação do conhecimento teórico. Serão apresentados neste artigo a síntese da pesquisa, os princípios teóricos-metodológicos que a fundamentaram, os modos de ação no experimento didático, como processo e produto da análise bibliográfica-conceitual, e algumas considerações que apresentam como se deu a transformação da consciência e da conduta dos estudantes a partir da alteração evidenciada na qualidade da atividade que estes passam a executar na coletividade de estudos. Assim, a atividade pedagógica vinculada a um ensino intencionalmente direcionado para o desenvolvimento dos estudantes, no processo de mediação dos signos e símbolos culturais em sala de aula, impacta os aspectos subjetivos e objetivos das funções psicológicas superiores, movimenta e orienta os estudantes rumo a genericidade humana, apesar das possibilidades e limites constituídos nas relações sociais no contexto escolar.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Freire, S. B., & Bernardes, M. E. M. (2017). A Mediação do Conhecimento Teórico-filosófico na Atividade Pedagógica: estudos sobre as possibilidades de superação das manifestações do fracasso escolar . Obutchénie. Revista De Didática E Psicologia Pedagógica, 1(2), 310–329. https://doi.org/10.14393/OBv1n2a2017-4
Seção
Dossiê Psicologia Pedagógica

Referências

BERNARDES,M.E.M. Ensino e aprendizagem como unidade dialética na atividade pedagógica. Psicologia Escolar e Educacional,v.13,n.2,p.235-242,jul./dez.2009.

______.Mediações Simbólicas na Atividade Pedagógica: contribuições do enfoque histórico-cultural para o ensino e aprendizagem. Curitiba, PR: CRV,2012.

DAVIDOV,V. La ensenanza escolar y el desarrollo psíquico. Moscou: Progreso, 1988.

DUARTE,N. A individualidade para-si: contribuição a uma teoria histórico-social da formação do indivíduo. Campinas-SP: Autores Associados,1993.

ELKONIN,D. Sobre el problema de la periodización del desarrollo psíquico en la infancia. In: DAVIDOV, V; SHUARE, M.(Org.). La psicología evolutiva y pedagógica en la URSS(antologia). Moscú: Editorial Progreso,1987.p.104-124.

FACCI, M. G. D. Aperiodização do desenvolvimento psicológico individual na perspectiva de Leontiev, Elkonin e Vigostski. Cad. CEDES [online]. v.24, n.62, p.64-81, 2004.

FREIRE, S. B. A mediação do conhecimento teórico-filosófico na atividade pedagógica: um estudo sobre as possibilidades de superação das manifestações do fracasso escolar/Sandra Braga Freire; orientação Maria Eliza Mattosinho Bernardes. São Paulo: s.n., 2016. 183p.ils.; anexos.

HEDEGAARD, M. A zona de desenvolvimento proximal como base para o ensino. In: DANIELS, H.(org).Uma Introdução a Vygotsky. SãoPaulo: Edições Loyola. 2002. LEONTIEV, A.Actividad ,conciencia y personalidad. Cuba: Pueblo y Educación,1983.

______.O desenvolvimento do psiquismo. 2.ed. São Paulo: Centauro, 2004.

MOURA, M. O. de.(org.). A atividade pedagógica na teoria histórico-cultural. Brasília: Liberlivro, 2010.

OLIVEIRA, B. A. A dialética do singular-particular-universal. In: ABRANTES, A. A.; SILVA, N. R. da; MARTINS, S. T. F. Método histórico-social na psicologia social. Rio de Janeiro: Vozes, 2005. Cap.II, p.25-51.

PATTO, M. H. S. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1990.

PLATÃO. A república. São Paulo: Nova Cultural, 2000. 352p. (Os Pensadores).

RUBTSOV, V. A atividade de aprendizado e os problemas referentes à formação do pensamento teórico dos escolares. In: GARNIER, C.; BERNARZ, N.; ULANOVSKAYA, I. Após Vygotsky e Piaget: perspectivas social e construtivista escolas russa e ocidental. Porto Alegre, RS: Artes Médicas, 1986, p.129-137.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 3.ed. São Paulo: Autores Associados Cortez,1983.

SOUZA, M. P. R. Problemas de aprendizagem ou problemas de escolarização? Repensando o cotidiano escolar à luz da perspectiva histórico-crítica em psicologia. In: OLIVEIRA, M. K. de; REGO, T. C.; SOUZA, D. T. R. (Orgs.). Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. São Paulo: Moderna, 2002, p.177-195.

VÁZQUEZ, A.S. Filosofia da Práxis. 2.ed. Rio de Janeiro,RJ: Paz e Terra,1977.

VIGOTSKI,L.S. Obras escogidas. Tomo IV. Madrid: Visor,1996.

______.A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000a. 496p.

______.Historia del desarrollo de las funciones psíquicas superiores. Obras Escogidas: Tomo III. Madrid:Visor, 2000b.

______.Teoria e Método em Psicologia. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

______.A formação Social da Mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.