TRATAMENTO COM IMUNOGLOBULINA ANTI-TOXINA TETÂNICA HOMÓLOGA POR VIA INTRATECAL EM TÉTANO NEONATAL EQUINO - RELATO DE CASO

Autores

  • Carolina Anjos Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo
  • Layane Queiroz Magalhães Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia - UFU, Uberlândia, MG, Brasil;
  • Felipe Gonçalves Garcia Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia - UFU, Uberlândia, MG, Brasil;
  • Bruna Souza Teixeira Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia - UFU, Uberlândia, MG, Brasil;
  • Paula Mara Ribeiro Troncha Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia - UFU, Uberlândia, MG, Brasil;
  • Bruno Toledo Silva Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo
  • Geison Morel Nogueira Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia - UFU, Uberlândia, MG, Brasil;

DOI:

https://doi.org/10.14393/VTv22n1a2016.28084

Palavras-chave:

Clostridium tetani, Onfaloflebite, Atlanto occipital

Resumo

O tétano é uma doença infecciosa grave e altamente fatal, causada pela toxina Clostridium tetani, uma bactéria Gram-positiva formadora de esporos anaeróbicos. A doença é caracterizada por rigidez muscular (tetania) e pode levar à morte por parada respiratória ou convulsões. O presente trabalho relata um caso de tétano em um potro Quarto de Milha de 6 dias de idade. O animal apresentava apatia, decúbito lateral, espessamento umbilical, protrusão da terceira pálpebra e convulsões em resposta a estímulos externos, como som, luz e toque. Foi tratado com 110.000 IU / kg de penicilina potássica; com imunoglobulina anti-toxina tetânica homóloga, numa dose de 25000 UI, 20.000 UI e 20000 UI por via intravenosa, intramuscular e intratecal, respectivamente; com cloridrato de acepromazina (0,05 mg / kg); fluidoterapia à base de Ringer com lactato e curativo no cordão umbilical. Decorridas 48 horas de tratamento, o animal demonstrou sintomas hiperagudos e veio à óbito, mostrando insucesso no tratamento. Possivelmente, a infecção foi causada pela limpeza inadequada do cordão umbilical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-04-01

Como Citar

Anjos, C., Magalhães, L. Q., Garcia, F. G., Teixeira, B. S., Troncha, P. M. R., Silva, B. T., & Nogueira, G. M. (2016). TRATAMENTO COM IMUNOGLOBULINA ANTI-TOXINA TETÂNICA HOMÓLOGA POR VIA INTRATECAL EM TÉTANO NEONATAL EQUINO - RELATO DE CASO. Veterinária Notícias, 22(1). https://doi.org/10.14393/VTv22n1a2016.28084