O Circuito do Capital-Industrial e a Dinâmica da Taxa de Lucro

Autores

  • Lucas Rodrigues Unifesspa

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v37nesp.a2022-64404

Resumo

Este ensaio objetiva discutir a centralidade do circuito do capital-industrial para as investigações sobre a dinâmica de crise, em especial da queda na taxa de lucro, como desenvolvido por Marx. Apresenta três processos constitutivos desse circuito, que ao se desenvolverem estabelecem contradições com a lógica da valorização. O primeiro deles é a oposição entre capital e trabalho e a decorrente substituição do trabalho vivo pelo trabalho morto. O segundo é a forma concreta de existência do capital-industrial enquanto muitos capitais em concorrência entre si. O terceiro é a autonomização de certas funções exercidas pelo capital-industrial, que se expressam em circuitos próprios, mas subordinados ao primeiro. Todos esses fatores desencadeiam dinâmicas que se opõe à lógica de valorização, contribuindo para o declínio da taxa de lucro e o surgimento de crises.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-31