Desigualdade de renda, pobreza, crescimento econômico e indústria no Brasil: relações de curto e longo prazos via Modelos ARDL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v37n2a2022-62895

Palavras-chave:

Desigualdade de Renda, Pobreza, Crescimento Econômico, Indústria, ARDL

Resumo

Este estudo investiga relações de curto e longo prazos entre desigualdade de renda, pobreza, crescimento econômico e participação da indústria no emprego no Brasil com dados de 1980 a 2010. Para isso, foram estimados modelos Autorregressivos de Defasagens Distribuídas (ARDL) com o objetivo de avaliar como a indústria afeta desigualdade e pobreza e testar três hipóteses tradicionais da literatura: Curva de Kuznets, economia dual e crescimento pró-pobre. As evidências sinalizam efeitos heterogêneos do crescimento e da indústria na pobreza e desigualdade no tempo, com redução dos problemas sociais pelo crescimento no longo prazo e pelo emprego industrial no curto prazo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

CÉSAR SANTEJO SAIANI, C.; POLLINE VERÍSSIMO, M.; LEITE SANTOS, P. Desigualdade de renda, pobreza, crescimento econômico e indústria no Brasil: relações de curto e longo prazos via Modelos ARDL. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 37, n. 2, 2022. DOI: 10.14393/REE-v37n2a2022-62895. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/62895. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos