O Impacto Econômico do Financiamento da Ciência: Estudo de Caso um Bem de Capital em Nanotecnologia

Autores

  • Celso Bissoli Sessa Universidade Federal do Espírito Santo
  • Ado Jório Universidade Federal de Minas Gerais
  • Márcia Diniz Universidade Federal de Minas Gerais
  • Márcia Siqueira Rapini Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v35n1a2020-49777

Resumo

Esse artigo apresenta uma análise do impacto gerado na economia brasileira da nacionalização e comercialização de um bem de capital utilizado em pesquisas científicas em nanociência e nanotecnologia. O impacto é calculado utilizando a Matriz de Insumo-Produto Brasileira, considerando três cenários: (i) compra do equipamento importado; (ii) compra do equipamento nacional a partir de componentes importados e nacionais; e (iii) compra do equipamento nacional considerando a situação fictícia da produção nacional de todos os componentes. O impacto econômico da compra de equipamentos nacionais torna o investimento em ciência superavitário, independentemente dos resultados científicos, tecnológicos ou de inovação advindos das pesquisas a serem realizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-29

Como Citar

SESSA, C. B. .; JÓRIO, A.; DINIZ, M.; RAPINI, M. S. O Impacto Econômico do Financiamento da Ciência: Estudo de Caso um Bem de Capital em Nanotecnologia. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 35, n. 1, 2020. DOI: 10.14393/REE-v35n1a2020-49777. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/49777. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos