Limites do Novo Consenso Macroeconômico e Surgimento de uma Macroeconomia Financeira

Autores

  • Saulo de Arruda Alencar Universidade Federal de Mato Grosso
  • Leonardo Flauzino de Souza Universidade Federal de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v35n1a2020-45014

Resumo

O objetivo deste artigo é descrever e analisar as políticas fiscais e monetárias adotadas pelos EUA no período de 2000 a 2017, sob a ótica do Novo Consenso Macroeconômico (NCM) estabelecido por autores novo-keynesianos, evidenciando ao leitor os elementos ausentes no NCM capazes de explicar a crise financeira de 2008. Os resultados obtidos indicam que é o elevado nível de endividamento privado, e não público, o elemento-chave das crises econômicas e que contribui para explicar a realidade e as relações financeiras entre os agentes econômicos nos EUA. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-29

Como Citar

DE ARRUDA ALENCAR, S.; FLAUZINO DE SOUZA, L. Limites do Novo Consenso Macroeconômico e Surgimento de uma Macroeconomia Financeira. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 35, n. 1, 2020. DOI: 10.14393/REE-v35n1a2020-45014. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/45014. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos