O Estranho Caso dos Preços que Querem Desvincular-se do Valor: Contributo para Uma Teoria Marxista da Inflação

Autores

  • Nuno Miguel Cardoso Machado Universidade de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v35n1a2020-44047

Resumo

A inflação permanente é uma realidade exclusiva do período pós-2ª Guerra Mundial. Neste artigo será defendido que a teoria de Marx é indispensável para uma explicação da inflação nas economias contemporâneas. Os fenômenos de mercado são incapazes de alterar a grandeza do valor predeterminada na esfera da produção, mas podem provocar variações nos preços de mercado. A teoria marxista da inflação enuncia que a inflação é um fenômeno monetário que toma lugar na esfera da circulação e que se caracteriza pelo desfasamento dos preços de mercado face às relações de valor subjacentes. Existem três teorias marxistas fundamentais que explicam este desfasamento corporizado na subida generalizada dos preços: i) a teoria do capital monopolista; ii) a teoria da emissão excedentária de meio circulante; iii) a teoria do conflito distributivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-14

Edição

Seção

Artigos