Relações intersetoriais e dinâmica do complexo lácteo de Minas Gerais no período 2005 a 2008

Autores

  • Eduardo Belisário Finamore Universidade de Passo Fundo - Rio Grande do Sul
  • Adriano Provezano Gomes Universidade Federal de Viçosa - Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v34n1a2019-42569

Resumo

O artigo teve como objetivos identificar a composição e o peso setorial do complexo lácteo de Minas Gerais, bem como a dinâmica temporal da demanda agregada utilizando as matrizes de insumo-produto de 2005 e 2008. Em um primeiro momento foi avaliada as relações setoriais para o ano de 2008 por meio de indicadores de grau de autonomia e em um segundo momento analisou-se a dinâmica dos componentes da
demanda agregada entre 2005 e 2008. Verificou-se que, em 2008, a produção do agrupamento formado pelos setores “Leite de vaca”, “Leite resfriado” e “Produtos de laticínios” apresentou um nível de autonomia no suprimento de insumos elevado para as vendas. Entre 2005 e 2008 foi observado uma mudança estrutural importante no complexo lácteo mineiro, em que a matéria-prima “Leite de vaca” é na maior parte destinada às exportações interestaduais e não para atender a demanda intermediária do próprio estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Belisário Finamore, Universidade de Passo Fundo - Rio Grande do Sul

Mestrado e Doutorado em Economia Aplicada pela UFV/MG

Professor Titular da UPF

Adriano Provezano Gomes, Universidade Federal de Viçosa - Minas Gerais

Mestrado e Doutorado em Economia Aplicada pela UFV/MG

Professor Titular da UFV

Downloads

Publicado

2019-12-20

Edição

Seção

Artigos