Análise da volatilidade dos preços da indústria canavieira: uma aplicação dos modelos da família ARCH

Autores

  • Felipe Nogueira da Cruz Universidade Estadual de Campinas
  • Mariane Santos Françoso Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v32n1a2017-4

Resumo

Por meio da utilização de extensões do modelo de heterocedasticidade condicional
(família ARCH), este artigo procurou caracterizar a volatilidade das séries de retornos semanais dos produtos da indústria canavieira: açúcar cristal, etanol anidro e etanol hidratado. O teste ARCH, de Engle, e a estimação do GARCH e IGARCH forneceram fortes evidências de que distúrbios irregulares nos preços dessas commodities podem provocar períodos de instabilidade no setor sucroalcooleiro. Níveis mais elevados de volatilidade foram encontrados na série de retorno do açúcar cristal e observou-se maior persistência temporal dos choques nas séries de retornos do etanol anidro e hidratado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Nogueira da Cruz, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas.

Mariane Santos Françoso, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas

Downloads

Publicado

2018-03-12

Edição

Seção

Artigos