Interdependência produtiva e estratégias de desenvolvimento para o estado da Bahia

Autores

  • Luiz Carlos Santana Ribeiro CEDEPLAR/UFMG
  • Gustavo Britto CEDEPLAR/UFMG

Resumo

A partir da concepção de Hirschman sobre desenvolvimento regional, o objetivo deste artigo é analisar a interdependência produtiva da economia baiana, no intuito de apontar estratégias para seu desenvolvimento. Para isso, utiliza-se uma matriz de insumo-produto, ano base 2004, constituída de duas regiões e 20 setores. Os resultados apontaram sete setores, com destaque para Metalurgia, Outros Químicos e Farmacêuticos e Serviços Privados, os quais podem ser considerados estratégicos do ponto de vista de políticas que induzam o crescimento econômico na Bahia. Além disso, os setores que constituem o complexo petroquímico da Bahia apresentaram importantes ligações intersetoriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Carlos Santana Ribeiro, CEDEPLAR/UFMG

Doutorando em Economia - CEDEPLAR/UFMG

Gustavo Britto, CEDEPLAR/UFMG

Professor Adjunto - CEDEPLAR/UFMG

Downloads

Publicado

2014-04-22

Como Citar

RIBEIRO, L. C. S.; BRITTO, G. Interdependência produtiva e estratégias de desenvolvimento para o estado da Bahia. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 27, n. 2, 2014. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/26324. Acesso em: 10 dez. 2022.