Inserção Externa e Desenvolvimento Econômico dos BRIC no período pós-Bretton Woods

Autores

  • Samuel Costa Peres Universidade Estadual de Maringá

Resumo

Este artigo analisa o processo de inserção externa de Brasil, Rússia, Ãndia e China (BRIC) no período pós-Bretton Woods. A globalização da economia intensificou os fluxos financeiros e o comércio internacional. Nesse contexto, os países do BRIC adotaram diferentes estratégias para se inserirem globalmente e desde então tem apresentado um acelerado crescimento econômico. Entretanto, o Brasil parece destoar do ritmo de crescimento observado nas outras economias do grupo. Analisou-se a trajetória de desenvolvimento desses países, atentando-se especialmente às estratégias de inserção externa adotadas, e verificou-se que esse menor dinamismo pode estar associado à inserção passiva da economia brasileira no mercado global, enquanto os demais realizaram uma inserção mais ativa, pró-crescimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Costa Peres, Universidade Estadual de Maringá

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Maringá. Bolsista CAPES.

Downloads

Publicado

2013-04-03