Ações de educação em saúde com enfoque na transmissão de enteroparasitoses prevalentes na infância

Autores

  • Dayane Moraes Universidade Federal de Goiás
  • Amanda Ferreira Alves Universidade Federal de Jataí
  • Camila Freitas Vilela Scopel Universidade Federal de Goiás
  • José Antônio Alves Mendes Universidade Federal de Goiás
  • Ivanildes Solange da Costa Barcelos Universidade Federal de Jataí
  • Rosângela Maria Rodrigues Universidade Federal de Jataí

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v21n12022-63506

Palavras-chave:

Educação em Saúde, Escolares, Profilaxia, Parasitoses intestinais

Resumo

O presente relato de experiência trata de um projeto de extensão do Curso de Biomedicina, da Universidade Federal de Jataí, que foi desenvolvido no município de Jataí-GO, com o objetivo de promover a educação em saúde de escolares sobre o tema enteroparasitoses, importante problema de saúde pública no Brasil. Foram distribuídos panfletos informativos sobre o tema, além de palestras, oficinas, teatros e brincadeiras. O total de 698 estudantes, matriculados desde a pré-escola até o 9º ano do ensino fundamental, participou do projeto. As ações foram desenvolvidas em quatro escolas públicas municipais, no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2013. Os saberes dos escolares sobre parasitoses intestinais foram estimados numa amostra de 200 estudantes alfabetizados; em dois momentos, inicialmente, com 100 estudantes antes da realização das ações de educação em saúde (grupo denominado não instruído) e com outros 100 estudantes após as atividades (grupo instruído). As atividades de extensão desse projeto permitiram interações entre graduandos em Biomedicina e estudantes do ensino infantil e fundamental, contribuindo na formação de cidadãos com responsabilidade social baseada na reflexão sobre as medidas de profilaxia aplicadas às parasitoses intestinais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dayane Moraes, Universidade Federal de Goiás

Doutoranda em Genética e Biologia Molecular na Universidade Federal de Goiás, Brasil; técnica administrativa em Educação na mesma instituição.

Amanda Ferreira Alves, Universidade Federal de Jataí

Graduanda em Biomedicina na Universidade Federal de Jataí, Goiás, Brasil.

Camila Freitas Vilela Scopel, Universidade Federal de Goiás

Mestra em Ciências Aplicadas à Saúde pela Universidade Federal de Goiás, Brasil.

José Antônio Alves Mendes, Universidade Federal de Goiás

Graduado em Biomedicina pela Universidade Federal Goiás, Brasil.

Ivanildes Solange da Costa Barcelos, Universidade Federal de Jataí

Doutora em Imunologia e Parasitologia Aplicadas pela Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil; professora associada III na Universidade Federal de Jataí, Goiás, Brasil.

Rosângela Maria Rodrigues, Universidade Federal de Jataí

Doutora em Imunologia e Parasitologia Aplicadas pela Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil; professora associada III na Universidade Federal de Jataí, Goiás, Brasil; coordenadora geral da Rede Goiana de Pesquisa em Doenças Infecciosas e Parasitárias do Sudoeste (FAPEG-GO).

Referências

ABOSSIE, A.; SEID, M. Assessment of the prevalence of intestinal parasitosis and associated risk factors among primary school children in Chencha town, Southern Ethiopia. BMC Public Health, London, v. 14, n. 166, p. 1-8, 2014. Doi: 10.1186/1471-2458-14-166. Disponível em: https://bmcpublichealth.biomedcentral.com/articles/10.1186/1471-2458-14-166. Acesso em: 5 maio 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços. Guia de Vigilância em Saúde: volume único [recurso eletrônico]. 3. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2019. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_vigilancia_saude_3ed.pdf. Acesso em: 15 jun. 2021.

FREEMAN, M. C. et al. Integration of water, sanitation, and hygiene for the prevention and control of neglected tropical diseases: a rationale for inter-sectoral collaboration. PLOS Neglected Tropical Diseases, San Francisco, v. 7, n. 9, p. 1-9, 2013. Doi: 10.1371/journal.pntd.0002439. Disponível em: https://journals.plos.org/plosntds/article?id=10.1371/journal.pntd.0002439. Acesso em: 12 out. 2021.

FREIRE P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GONÇALVES, A. L. R. et al. Prevalence of intestinal parasites in preschool children in the region of Uberlândia, State of Minas Gerais, Brazil. Rev. Soc. Bras. Med. Trop., Uberaba, v. 44, n. 2, p. 191-193, 2011. Doi: 10.1590/S0037-86822011005000022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rsbmt/a/4LqHYp9ZvjX95qJQp3nnKgk/?lang=en. Acesso em: 12 out. 2021.

NEVES, D. P. Parasitologia humana. 13. ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2016.

RIBEIRO, D. F. et al. Educação em saúde: uma ferramenta para a prevenção e controle de parasitoses. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Betim, v. 11, n. 2, p. 300-310, 2013. Doi: 10.5892/ruvrd.v11i2.1134. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/1134. Acesso em: 15 set. 2021.

TOSCANI, N. V. et al. Desenvolvimento e análise de jogo educativo para crianças visando à prevenção de doenças parasitológicas. Interface, Botucatu, v. 11, n. 22, p. 281-294, 2007. Doi: 10.1590/S1414-32832007000200008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/xzPp6YJhBtNcmWf337GtVJg/?lang=pt. Acesso em: 15 set. 2021.

VASCONCELOS, E. M.; VASCONCELOS, M. O. D.; SILVA, M. O. A contribuição da educação popular para a reorientação das práticas e da política de saúde no Brasil. Revista da FAEEBA: Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 24, n. 43, p. 89-106, jan./jun., 2015. Doi: 10.21879/faeeba2358-0194.2015.v24.n43.p89-106. Disponível em: https://revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/1311/0. Acesso em: 15 jul. 2021.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Sustaining the drive to overcome the global impact of neglected tropical diseases: second WHO report on neglected tropical diseases. France: World Health Organization, 2013. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/77950. Acesso em: 10 out. 2021.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Water, sanitation and hygiene for accelerating and sustaining progress on neglected tropical diseases: a global strategy. Geneva: World Health Organization, 2015-2020. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/WHO-FWC-WSH-15.12. Acesso em: 10 out. 2021.

Downloads

Publicado

2022-06-27

Como Citar

MORAES, D.; ALVES, A. F.; SCOPEL, C. F. V.; MENDES, J. A. A.; BARCELOS, I. S. da C.; RODRIGUES, R. M. Ações de educação em saúde com enfoque na transmissão de enteroparasitoses prevalentes na infância . Revista Em Extensão, [S. l.], v. 21, n. 1, p. 165–175, 2022. DOI: 10.14393/REE-v21n12022-63506. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/63506. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Relatos de Experiência

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)