Extensão multidisciplinar em Odontologia

desdobramentos ao longo dos cinco anos do projeto “Tratamento endodôntico e restaurador em dentes molares”, da Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Uberlândia

Autores

  • Iury Eduardo de Sena Ferreira Universidade Federal de Uberlândia
  • Danielly Davi Correia Lima Universidade Federal de Uberlândia
  • Nayara Rodrigues Nascimento Oliveira Tavares Universidade Federal de Uberlândia
  • Gisele Rodrigues da Silva Universidade Federal de Uberlândia
  • Maria Antonieta Veloso Carvalho de Oliveira Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v20n12021-58766

Palavras-chave:

Extensão comunitária, Educação em Odontologia, Tratamento odontológico

Resumo

O projeto de Extensão “Tratamento endodôntico e restaurador em dentes molares” foi criado no início do ano de 2015, visando atender a necessidade de se ampliar esse serviço oferecido pela Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia (FOUFU). Por meio da análise dos prontuários dos pacientes atendidos pelo projeto, nos anos de 2015 a 2019,  observou-se a relevância da extensão e sua valorização tanto quanto o ensino e a pesquisa, pois é a partir dela que se tem a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos apreendidos em sala de aula, devolvendo-os à sociedade. O projeto permitiu conhecer o perfil dos pacientes, o que ajudou no processo de reconhecimento do diagnóstico situacional e para o processo de planejamento das atividades a serem realizadas nas clínicas da FOUFU.  O atendimento multidisciplinar prestado, em instituição de ensino público, mostrou-se eficaz, eficiente e voltado para atender as demandas sociais, corroborando com a importância dos projetos de extensão em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iury Eduardo de Sena Ferreira, Universidade Federal de Uberlândia

Graduando em Odontologia na Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Danielly Davi Correia Lima, Universidade Federal de Uberlândia

Mestranda em Odontologia na Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Nayara Rodrigues Nascimento Oliveira Tavares, Universidade Federal de Uberlândia

Mestra em Clínica Odontológica Integrada pela Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Gisele Rodrigues da Silva, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Clínica Odontológica pela Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, Brasil; professora associada da Área de Dentística e Materiais Odontológicos da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Maria Antonieta Veloso Carvalho de Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Clínica Odontológica Integrada pela Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil; professora efetiva da área de Endodontia da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Referências

ALBUQUERQUE, Y. E. et al. Treatment profile at dental urgent care clinic for children and teenagers from Faculdade de Odontologia de Araraquara (FOAr)-UNESP. Rev. Odontol. UNESP, Araraquara, v. 45, n. 2, 2016. Doi: 10.1590/1807-2577.01915. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rounesp/a/88pxy4xqHcsdYhDGhh9D8mm/abstract/?lang=pt. Acesso em: 15 dez. 2020.

AMORIM, H. P. de L. et al. Importância do preenchimento adequado dos prontuários para evitar processos em Odontologia. Arq. Odontol, Belo Horizonte, v. 52, n. 1, jan./mar. 2016. Disponível em: Acesso em: 10 out. 2020. Disponível em: http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1516-09392016000100003&script=sci_arttext. Acesso em: 15 nov. 2020.

ANDRIOLA, F. D. O. et al. Perfil sociodemográfico, epidemiológico e comportamental dos pacientes atendidos no ambulatório de exodontia da FO-UFRGS e a efetividade dos atendimentos realizados. Arquivos em Odontologia, Belo Horizonte, v. 51, n. 2, p. 104-115, 2015. Disponível em: http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1516-09392015000400006&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 16 nov. 2020.

CASSAL, J. B.; CARDOZO, D. D.; BAVARESCO, C. S. Perfil dos usuários que procuram atendimento de urgência odontológica em uma unidade de atenção primária à saúde. Revista de APS, Juiz de Fora, v. 14, n. 1, p. 85- 92, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/14613. Acesso em: 15 nov. 2020.

COSER, M. C. et al. Frequência de cárie e perda dos primeiros molares permanentes. RGO, Porto Alegre, v. 53, n. 1, p. 63-66, 2005.

CUNHA, R. S. et al. O conceito microsonics: primeiro molar superior com cinco canais – relato de caso. RSBO, Joinville, v. 8, n. 2, p.231-235, 2011. Disponível em: http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-56852011000200017. Acesso em: 15 nov. 2020.

DOMINGOS, P. S. A.; ROSSATO, E. M.; BELLINI, A. Levantamento do perfil social, demográfico e econômico de pacientes atendidos na Clínica de Odontologia do Centro Universitário de Araraquara-Uniara. REBRAM, Araraquara, v. 17, n. 1, p. 37-50, 2014. Doi: 10.25061/2527-2675/ReBraM/2014.v17i1.3. Disponível em: https://revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/3. Acesso em: 15 set. 2020.

FADEL, C. B. et al. O impacto da extensão universitária sobre a formação acadêmica em Odontologia. Interface, Botucatu, v. 17, n. 47, p. 937-946, dez. 2013. Doi: 10.1590/1807-57622013.3811. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/Dsf4fRFTSqp9XsdhNPKjCNM/abstract/?lang=pt. Acesso em: 18 nov. 2020.

G1 TRIÂNGULO MINEIRO. Universidades oferecem atendimento gratuito à comunidade em Uberlândia. 2015. Disponível em: http://g1.globo.com/minasgerais/triangulo-mineiro/noticia/2015/04/universidades-oferecem-atendimentogratuito-comunidade-em-uberlandia.html Acesso em: 14 ago. 2020.

LAROQUE M. B.; FASSA A. G.; CASTILHOS, E. D. D. Avaliação da atenção secundária em saúde bucal do Centro de Especialidades Odontológicas de Pelotas, Rio Grande do Sul, 2012-2013. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 24, n. 3, p. 421-430, 2015. Doi: 10.5123/S1679-49742015000300008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ress/a/sZTrdTcCZmP6chX756C85sc/abstract/?lang=pt. Acesso em: 15 nov. 2020.

LIMA, D. P. et al. A importância da integração universidade e serviços de saúde. Revista Ciência em Extensão, v. 6, n. 1, p. 129-137, 2010. Disponível em: https://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/60. Acesso em: 15 set. 2020.

MOREIRA, R. S.; NICO, L. S.; SOUSA, M. L. R. Fatores associados à necessidade subjetiva de tratamento odontológico em idosos brasileiros. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 25, n. 12, p. 2661-2671, 2009. Doi: 10.1590/s0102-311x2009001200013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/vqh8FFnYrhXKv6TDgcyDzhq/abstract/?lang=pt. Acesso em: 18 out. 2020.

NG, Y-L.; MANN, V.; GULABIVALA, K. A prospective study of the factors affecting outcomes of nonsurgical root canal treatment: part 1: periapical health. Int J Endod. v. 44, n. 7, p. 583-609, 2011. Doi: 10.1111/j.1365-2591.2011.01872.x. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21366626/. Acesso em: 18 ago. 2020.

NUNES, A. L. P. F.; SILVA, M. B. C. A extensão universitária no ensino superior e a sociedade. Mal Estar e Sociedade, São João Del Rei, v. 4, n. 7, p. 119-133, 2011. Disponível em: https://revista.uemg.br/index.php/gtic-malestar/article/view/60. Acesso em: 20 out. 2020.

OLIVEIRA, M. A. V. C. et al. Extensão em ação nos atendimentos e tratamentos endodônticos e restauradores em dentes molares na Faculdade de Odontologia da UFU para a comunidade de Uberlândia, Minas Gerais. Em Extensão, Uberlândia, v. 16, n. 1, p. 131-139, jan./jun. 2017. Doi: 10.14393/REE-v16n12017_rel04. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/37819. Acesso em: 16 dez. 2020.

OLIVEIRA, N. C. M. et al. Programa de acolhimento, tratamento e controle de pacientes com disfunção temporomandibular e dor orofacial: experiência de seis anos. Em Extensão, Uberlândia, v. 11, n. 1, p. 36-43, jan./jun. 2012. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/20726. Acesso em: 16 dez. 2020.

ONESTI, A. Odontologia defensiva e prática clínica de baixo risco. 2010. 161 f. Tese (Doutorado em Ciências Odontológicas) – Faculdade de Odontologia, Universidade de São Paulo; 2010. Doi: 10.11606/T.23.2010.tde-03072010-100047. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23148/tde-03072010-100047/pt-br.php. Acesso: 10 dez. 2020.

PANDOLFO, M. T. CEO-Endodontia da UFRGS: um estudo transversal sobre a prevalência de atendimentos, características dos pacientes e documentação dos prontuários clínicos. Revista da Abeno, Londrina, 2015. Doi: 10.30979/rev.abeno.v15i4.222. Disponível em: https://revabeno.emnuvens.com.br/revabeno/article/view/222/0. Acesso em: 18 set. 2020.

PASCHOAL, M. A. B. et al. Perfil de tratamento de urgência de crianças de 0 a 12 anos de idade, atendidas no Serviço de Urgência Odontológica da Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo. Odontologia Clínico-Científica, Recife, v. 9, n. 3, p. 243-247, 2010. Disponível em: http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1677-38882010000300012&script=sci_arttext. Acesso em: 15 dez. 2020.

PEREIRA, S. M. et al. Extensão universitária e trabalho voluntário na formação do acadêmico em Odontologia. Arquivos em Odontologia, Belo Horizonte, v. 47, n. 2, p. 95-103, 2011. Disponível em: http://revodonto.bvsalud.org/scielo.php?pid=S1516-09392011000200007&script=sci_arttext. Acesso em: 15 dez. 2020.

SÁNCHEZ-PÉREZ, L. et al. Fissure depth and caries incidence in first permanent molars: A five-year follow-up study in schoolchildren. Int J Environ Res Public Health.,

Switzerland, v. 16, n. 19, p. 3550, 2019. Doi: 10.3390/ijerph16193550. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6801809/. Acesso em: 15 set. 2020.

SARAIVA, A. S. A importância do prontuário odontológico: com ênfase nos documentos digitais. Rev. bras. Odontol., Rio de Janeiro, v. 68, n. 2, p. 157-60, 2011. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-857498. Acesso em: 15 set. 2020.

SPONCHIADO JÚNIOR, E. C., SOUZA, T. B. Estudo da demanda ambulatorial da clínica de odontologia da Universidade do Estado do Amazonas. Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, suppl 1, p. 993-997, 2011. Doi: 10.1590/S1413-81232011000700031. Disponível: https://www.scielo.br/j/csc/a/BHF6GbPjvzxP5dvbG4qqbYG/?lang=pt. Acesso em: 15 nov. 2020.

TERRA, V. C. R. Endodontia geriátrica. Revista Científica FACS (UNIVALE), v. 1, p. 11-18, 2004.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. Resolução nº 11/2020, do Conselho de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis. 2020. Disponível em: https://www.sei.ufu.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&codigo_verificador=2404405&codigo_crc=836744BB&hash_download=840551148a9013a8f3bd1f58bf2590e6fc98fad38f60d5db194ad67fee0c04f69eea62634abc468e5c5a679f7c1372abb9d0151b56974fa7bff9aede2120adbf&visualizacao=1&id_orgao_acesso_externo=0. Acesso em: 16 abr. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. Portal. Hospital Odontológico – HOUFU. 2016. Disponível em: http://www.ufu.br/ho. Acesso em: 14 set. 2018.

VIER-PELISSER, F. V. et al. Management of type in dens invaginatus in a mandibular premolar: a case report. Braz Dent J., Ribeirão Preto, v. 25, n. 1, p. 73-78, 2014. Doi: 10.1590/0103-6440201302351. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bdj/a/DbQhtwcqxq9S5gf5xW4dGQr/abstract/?lang=en. Acesso em: 20 dez. 2020.

YU, V. S. H. et al. Lesion progression in post-treatment persistent endodontic lesions. J Endod., New York, v. 38, n.10, p. 1316-1321, 2012. Doi: 10.1016/j.joen.2012.06.040. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22980169/. Acesso em: 15 dez. 2020.

ZINMAN, E. J. Registros e responsabilidades legais na endodontia. In: HARGREAVES, K. M.; COHEN, S. Caminhos da polpa. 10. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011. p. 400-455.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

FERREIRA, I. E. de S.; LIMA, D. D. C.; TAVARES, N. R. N. O. .; SILVA, G. R. da .; OLIVEIRA, M. A. V. C. de . Extensão multidisciplinar em Odontologia: desdobramentos ao longo dos cinco anos do projeto “Tratamento endodôntico e restaurador em dentes molares”, da Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Uberlândia. Revista Em Extensão, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 179–189, 2021. DOI: 10.14393/REE-v20n12021-58766. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/58766. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Relatos de Experiência

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)