Aves em liberdade: solte essa ideia!: relato de ações extensionistas voltadas para a preservação ambiental

Autores

  • Alysson Rodrigo Fonseca Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Carolina Corrêa Menezes Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Clécio Eustáquio Gomides Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Daniel Silva Santos Universidade do Estado de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v17n12018-rel11

Palavras-chave:

Avifauna. Educação Ambiental. Tráfico de animais silvestres.

Resumo

Dentre os animais silvestres, as aves são as mais visadas pelo tráfico, sendo também preferidas para a criação doméstica. Este trabalho teve como objetivo a sensibilização do público participante quanto à importância das aves livres para o equilíbrio dos ecossistemas, a fim de propiciar o fortalecimento dos aspectos éticos, científicos e sociais dos envolvidos frente ao costume de se comercializar e aprisionar aves silvestres em gaiolas. As atividades do projeto, que tiveram como foco os municípios de Santo Antônio do Monte e Divinópolis - MG, constaram principalmente de: a) exposições fotográficas de aves da região; b) palestras em escolas públicas; c) concurso de desenho para estudantes. Teve como público alvo estudantes da rede pública, docentes e discentes da Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG, Unidade Divinópolis e ainda, pessoas interessadas pelo assunto. As atividades contaram com um público total de 1.167 visitantes nas exposições fotográficas, 430 estudantes nas palestras e 1.023 participantes no concurso de desenho. A metodologia utilizada e as informações repassadas durante as atividades permitiram atingir os objetivos propostos, interagindo positivamente junto ao público participante, que de modo geral mostrou relevante interesse pelas temáticas trabalhadas, assim como nítida sensibilização frente à problemática do tráfico e engaiolamento de aves silvestres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alysson Rodrigo Fonseca, Universidade do Estado de Minas Gerais

Engenheiro Agrônomo, Especialista em Biologia, Mestre e Doutor em Entomologia. Professor pesquisador na Universidade do Estado de Minas Gerais

Carolina Corrêa Menezes, Universidade do Estado de Minas Gerais

Graduanda em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Minas Gerais

Clécio Eustáquio Gomides, Universidade do Estado de Minas Gerais

Engenheiro Civil, Mestre em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Professor pesquisador na Universidade do Estado de Minas Gerais

Daniel Silva Santos, Universidade do Estado de Minas Gerais

Graduado em Engenharia Civil (Meio Ambiente) pela Universidade do Estado de Minas Gerais, Brasil; membro do
Grupo de Observadores de Aves de Santo Antônio do Monte, Minas Gerais, Brasil.

Referências

BAALBAKI, C. F. et al. O projeto de extensão e suas formas de comunicação com a comunidade externa. Revista Conexão UEPG, Ponta Grossa, v. 11, n. 3, p. 342-355, 2015.

BARBOSA, A. D.; MARTINS, N.R.S.; MAGALHÃES, D. F. Zoonoses e saúde pública: riscos da proximidade humana com a fauna silvestre. Ciência Veterinária nos Trópicos, Recife, v. 14, n. 1-2-3, p. 1-9, 2011.

BARTHES, R. A câmara clara: nota sobre fotografia. Tradução de Júlio Castañon Guimarães. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984. 190 p.

BEHLING, G. M.; ISLAS, C. A. Extensão universitária, educação ambiental e ludicidade na preservação de animais silvestres. Revista Conexão UEPG, Ponta Grossa, v. 10, n. 1, p. 128-139, 2014.

BRASIL. Decreto-lei nº 6.514, de 22 de julho de 2008. Dispõe sobre as infrações e sanções administrativas ao meio ambiente, estabelece o processo administrativo federal para apuração destas infrações, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 jul. 1998.

______. Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 12 fev. 1998.

______. Política Nacional de Extensão Universitária. 2012. Disponível em <http://proex.ufsc.br/files/2016/04/Pol%C3%ADtica-Nacional-de-Extens%C3%A3o-Universit%C3%A1ria-e-book.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2018.

______. Programa Nacional de Educação Ambiental – PRONEA. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Ministério do Meio Ambiente, Diretoria de Educação Ambiental; Ministério da Educação. Coordenação Geral de Educação Ambiental. 3. Ed. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2005.

CARVALHO, V. P. O lúdico no processo de ensino-aprendizagem na educação infantil: tecendo saberes/fazeres na inclusão escolar. 2011. Monografia (Especialização em Desenvolvimento Humano) – Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

GABRIEL, M. Marketing na era digital. São Paulo: Novatec Editora, 2010. 424 p.

GIOVANINI, D. I Relatório Nacional Sobre o Tráfico de Fauna Silvestre. Brasília: Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais – RENCTAS, 2002. 108 p.

GONÇALVES, M. L. Q.; REGALADO, L. B. A relação entre o homem e o animal silvestre como uma questão de educação ambiental. Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 2, p. 309-330, 2007.

HAMADA, H. H. Tráfico de animais silvestres: uma abordagem analítica do fenômeno criminal no Estado de Minas Gerais. O Alferes, Belo Horizonte, v. 19, n. 56, p. 59-82, 2004.

HERNANDEZ, E. F. T.; CARVALHO, M. S. O tráfico de animais silvestres no Estado do Paraná. Acta Scientiarum Human and Social Sciences, Maringá, v. 28, n. 2, p. 257-266, 2006. doi: https://doi.org/10.4025/actascihumansoc.v28i2.168.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/>. Acesso em: 18 mar. 2018.

MARINI, M. A.; GARCIA, F. I. Conservação de Aves no Brasil. Megadiversidade, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 95-102, jul. 2005.

NUNES, P. B.; BARRETO, A. S.; FRANCO, E. Z. Subsídios à ação fiscalizatória no combate ao tráfico de aves silvestres e exóticas em Santa Catarina. Ornithologia, Cabedelo, v. 5, n.1, p. 26-33, maio 2012.

PEREIRA, G. A.; BRITO, M. T. Diversidade de aves silvestres comercializadas nas feiras livres da Região Metropolitana de Recife, Pernambuco. Atualidades Ornitológicas, Ivaiporã, n. 126, p. 14-20, jul-ago. 2005.

PROHNII, S. S. et al. Bioética ambiental: refletindo a questão ética envolvida na manutenção de animais cativos em zoológicos. Disponível em: <http://jorneb.pucpr.br/wpcontent/uploads/sites.pdf>. Acesso em 10 mar. 2017.

ROCHA, A. P. O. A educação ambiental no contexto escolar como elemento indispensável para transformação da consciência ambiental. 2010. 45f. Monografia (Graduação em Pedagogia) – Instituto Superior de Educação da Faculdade Alfredo Nasser, Aparecida de Goiânia, 2010. Disponível em: <http://www.unifan.edu.br/files/pesquisa>. Acesso em: 2 mar. 2017.

SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997. 912 p.

SILVEIRA, L. F.; MÉNDEZ A. C. Caracterização das formas brasileiras do gênero Sicalis (Passeriformes, Emberizidae). Atualidades Ornitológicas, Ivaiporã, n. 90, p. 6-8, 1999. SORRENTINO, M. De Tbilisi a Tessaloniki, a educação ambiental no Brasil. In: JACOBI, P. et al. (Org.). Educação, meio ambiente e cidadania: reflexões e experiências. São Paulo: SMA, 1998. p. 27-32.

VIDOLIN, G. P. et al. Programa estadual de manejo de fauna silvestre apreendida: estado do Paraná, Brasil. Cadernos de biodiversidade, v. 4, n. 2, p. 37-49, dez. 2004.

Downloads

Publicado

2018-08-09

Como Citar

FONSECA, A. R.; CORRÊA MENEZES, C.; GOMIDES, C. E.; SILVA SANTOS, D. Aves em liberdade: solte essa ideia!: relato de ações extensionistas voltadas para a preservação ambiental. Revista Em Extensão, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 243–260, 2018. DOI: 10.14393/REE-v17n12018-rel11. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/41104. Acesso em: 29 maio. 2022.

Edição

Seção

Relatos de Experiência

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)