Experiência de assessoria como mecanismo de fortalecimento da economia solidária

Autores

  • Geusa da Purificação Pereira Universidade Federal de Viçosa
  • Marcelo Leles Romarco de Oliveira Universidade Federal de Viçosa
  • Tatiana Ribeiro Velloso Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • Márcia Campos Gomes Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v14n12015_art05

Palavras-chave:

Incubação. Metodologia participativa. Desenvolvimento comunitário.

Resumo

O trabalho tem por objetivo apresentar a experiência de assessoria aos Grupos de Mulheres de Batatan e Bom Gosto, comunidades rurais situadas, respectivamente, nos municípios de Maragojipe e São Felipe, Bahia, Brasil. A abordagem do trabalho envolve o processo deincubação e assessoria desenvolvido pela Incubadora de Empreendimentos Solidários da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (INCUBA/UFRB). Trata-se de uma experiência pautada na economia solidária, na qual predomina o uso de metodologias participativas, tendo como base a perspectiva freireana de educação como prática da liberdade. O intuito é contribuir para o desenvolvimento, o empoderamento e a geração de trabalho, renda e inclusão social de grupos formados exclusivamente por mulheres. O trabalho conclui que a forma como acontece o acompanhamento caracteriza-se como uma importante ferramenta para o desenvolvimento dos assessorados, principalmente, de empoderamento das mulheres da agricultura familiar, na perspectiva de contribuir para o seu grau de autonomia e independência. Assim, é importante enfatizar nas metodologias a relevância do incentivo à participação, o envolvimento dos grupos de mulheres e a promoção de empoderamento, considerando que a garantia de continuidade e autonomia do trabalho depende das iniciativas das próprias mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geusa da Purificação Pereira, Universidade Federal de Viçosa

Mestranda em Extensão Rural na Universidade Federal de Viçosa, bolsista CAPES 

Marcelo Leles Romarco de Oliveira, Universidade Federal de Viçosa

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; professor do Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa 

Tatiana Ribeiro Velloso, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Doutora em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe; professora do Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade da Universidade Federal
do Recôncavo da Bahia; coordenadora do Núcleo da Incubadora de Empreendimentos Solidários (INCUBA/
UFRB) da Rede UNITRABALHO

Márcia Campos Gomes, Universidade Federal de Viçosa

Mestranda em Extensão Rural na Universidade Federal de Viçosa, bolsita da FAPEAM 

Referências

BAQUERO, R. V.

BECHARA, M. Extensão agrícola. In: FONSECA, M. T. L. Extensão rural no Brasil: uma educação para o capital. São Paulo: Edições Loyola, 1985.

BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. O que é economia solidária. Disponível em <http://www2.mte.gov.br/ecosolidaria/ ecosolidaria_oque.asp>. Acesso em: 2 ago. 2014.

CULTI, M. N. Economia solidária: incubadoras universitárias e processo educativo. PROPOSTA, Rio de Janeiro, p. 17-22, abr. 2007.

DELGADO, N. G. Extensão e desenvolvimento local em busca da construção de um diálogo. Desenvolvimento em questão, Ijuí, v. 1, n. 1., p. 229-237, jan.- jun. 2003. Disponível em: http://www. spell.org.br/documentos/ver/20217/extensao-e-desenvolvimento-local--em-busca-da-construcao-de-um-dialogo/i/pt-br>. Acesso em: 6 jun. 2014.

FONSECA, M. T. L. Extensão rural no Brasil: uma educação para o capital. São Paulo: Edições Loyola, 1985.

FREIRE, P. Conscientização. São Paulo: Cortez e Moraes, 1979.

_____. Extensão ou comunicação? 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL. Incubação de cooperativas populares e de empreendimentos econômicos solidários. Conhecimento Cidadania. São Paulo, 2010.

PEIXOTO, M. Extensão rural no mundo e no Brasil: descentralização, privatização e financiamento. Disponível em: <http://www12.senado. gov.br/publicacoes/estudos-legislativos/tipos-de-estudos/outras-publicacoes/agenda-legislativa/capitulo-4-extensao-rural-no-mundo-e-no-brasil-descentralizacao-privatizacao-e-financiamento>. Acesso em: 29 maio 2014.

REDIM, E.; SILVEIRA, P. R. C. da. Extensão universitária e extensão rural: diferenças e desafios. Vivências, Erechim, v. 9, n. 16, p. 153- 158, maio 2013.

RIRDC. Agricultural Extension: a decade of change. In: PEIXOTO, M. Extensão rural no mundo e no Brasil: descentralização, privatização e financiamento. Disponível em: < http://www12. senado.gov.br/publicacoes/estudos-legislativos/tipos-de-estudos/ outras publicacoes/agenda-legislativa/capitulo-4-extensao-rural-no-mundo-e-no-brasil-descentralizacao-privatizacao-e-financiamento>. Acesso em: 29 maio 2014.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO REC

VELLOSO, T. R. et al. Programa de Desenvolvimento Territorial Solidário

Downloads

Publicado

2015-08-12

Como Citar

DA PURIFICAÇÃO PEREIRA, G.; LELES ROMARCO DE OLIVEIRA, M.; RIBEIRO VELLOSO, T.; CAMPOS GOMES, M. Experiência de assessoria como mecanismo de fortalecimento da economia solidária. Revista Em Extensão, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 134–152, 2015. DOI: 10.14393/REE-v14n12015_art05. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/30657. Acesso em: 26 maio. 2022.

Edição

Seção

Relatos de Experiência