Funcionamento discursivo do gênero carta de intenção

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/LL63-v38-2022-26a

Palavras-chave:

Carta de intenção, Gênero discursivo, Matriz discursiva, Análise dialógica do discurso

Resumo

Este artigo objetiva analisar descritiva e discursivamente o gênero carta de intenção em sites de internet voltados para o ensino de redação e em trabalhos acadêmicos cujo objeto de estudo era esse gênero discursivo. Interessa-nos discutir como a carta de intenção é compreendida nessas esferas de comunicação enquanto gênero, embasando-nos em trabalhos bakhtinianos sobre o tema e na Análise Dialógica do Discurso (ADD). Como metodologia, utilizamos a pesquisa bibliográfica e a análise descritiva e comparativa, considerando tanto aspectos formais e estruturais quanto as relações extralinguísticas, históricas e concretas materializadas nos enunciados. O trabalho permitiu descrever o gênero discursivo enfocado, no que se refere à construção composicional, tema e estilo, bem como aspectos discursivos relativos a diferenças quanto às esferas de comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzimara de Oliveira Dantas, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Estudos Linguísticos, Universidade Federal de Uberlândia (PPGLE/UFU). Doutoranda em Estudos Linguísticos, Universidade Federal de Uberlândia (PPGEL/UFU).

Carla Nunes Vieira Tavares, Universidade Federal de Uberlândia

Doutora em Linguística Aplicada, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e em Ciências da Linguagem (Universidade de Franche-Comté, FR). Professora da Faculdade de Línguas Modernas: Inglês e Literatura, Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos; Instituto de Letras e Linguística (ILEEL/UFU).

Referências

BAKHTIN, M. [1929]. Estética da criação verbal. Trad. de Maria Ermantina Galvão G. Pereira. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN, M. [1981]. Problemas da poética de Dostoiévski. Trad. de P. Bezerra. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2013.

BAKHTIN, M. [1988]. O discurso no romance. In: BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance (1934-1935). Trad. de Bernadini et al. 5. ed. São Paulo: Unesp, 2002. p. 89.

BAKHTIN, M.; VOLÓCHINOV, Valentin. Marxismo e filosofia da linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

BRAIT, B. [1929]. Análise e teoria do discurso. In: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. Introdução de Beth Brait. São Paulo: Contexto, 2006. p. 1-166.

BRAIT, B. Uma perspectiva dialógica de teoria, método e análise. Gragoatá, Niterói, n. 20, p. 47-62, 2006a. Disponível em: https://periodicos.uff.br/gragoata/article/view/33238. Acesso em: 30 out. 2021.

CONTO, J. M. O sistema de gêneros da seleção de candidatos a emprego no contexto empresarial. 2008. 105 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2008.

HOLFF, A. P. Carta de Apresentação: as primeiras aulas de leitura e produção textual na universidade. In: FALE, 28., Foz do Iguaçu, 23-25 ago. 2017. Anais [...]. Foz do Iguaçu: Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), 2017. Disponível em: https://dspace.unila.edu.br/handle/123456789/3301;jsessionid=B063C9ABEA0 3FA8E8EB7CADE48E93D27. Acesso em: 02 out. 2021. p. 1-6.

LIMA, A. C. S de; SANTOS, L. de F. Dialogismo e produções responsivas ativas: Analisando práticas discursivas em aulas de língua portuguesa. Letras & Letras, Uberlândia, v. 29, n. 2, p. 1-11, 2014. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/25989. Acesso em: 10 out. 2021.

RUIZ, T. M. B. Diretrizes Metodológicas na análise dialógica do discurso: o olhar do pesquisador iniciante. Revista Diálogos. Relendo Bakhtin, v. 5, n. 1, p. 39-59, 2017. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/revdia/article/view/5119. Acesso em: 12 de set. 2021.

SANTOS, T. C. Do poder ao discurso de meritocracia: a universidade enquanto lugar a ser conquistado. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem). 2021. 200 f. Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2021.

UNIVERSIDADE UNIVILLE. CARTA de Intenção: o que é, para que serve e modelos. EAD Univille. Joinvile, out. 2020. Disponível em: https://ead.univille.edu.br/blog/carta-deintencao-modelos. Acesso em: 13 out. 2021.

WATTHIER, L. Manifestações da linguagem oral na produção escrita do gênero carta de apresentação: aspectos discursivos/textuais e didáticos. 2016. 307 f. Tese (Doutorado em Linguagem e Sociedade) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2016.

Downloads

Publicado

2023-05-03

Como Citar

DANTAS, S. de O.; TAVARES, C. N. V. Funcionamento discursivo do gênero carta de intenção . Letras & Letras, Uberlândia, v. 38, p. e3826 | p. 1–16, 2023. DOI: 10.14393/LL63-v38-2022-26a. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/68137. Acesso em: 14 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)