TECNOLOGIAS DIGITAIS E DE GEOPROCESSAMENTO APLICADAS AO MONITORAMENTO DA DOENÇA DE CORONOVÍRUS 2019 (COVID-19)

Autores

  • Claudio José dos Santos Júnior Mestrando. Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde e Tecnologia Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL), Maceió (AL), Brasil http://orcid.org/0000-0002-2853-1968
  • Paulo José Medeiros de Souza Costa Doutor. Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde e Tecnologia Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL), Maceió (AL), Brasil https://orcid.org/0000-0002-2467-7732
  • John Victor dos Santos Silva Mestrando. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Universidade de São Paulo (USP), Ribeirão Preto (SP), Brasil http://orcid.org/0000-0003-4671-102X
  • Aryanna Kelly Pinheiro Souza Mestre em Ciências da Saúde. Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL) http://orcid.org/0000-0003-1235-9144
  • Jackson Pinto Silva Mestre em Análise de Sistemas Ambientais. Geógrafo. Instituto Federal de Alagoas - Campus Maceió (IFAL) http://orcid.org/0000-0002-9592-0840
  • Thiago José Matos Rocha Doutor em Inovação Terapêutica. Mestre em Medicina Tropical Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL) http://orcid.org/0000-0001-5153-6583

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia0053912

Palavras-chave:

Novo coronavírus, SARS-CoV-2, Geoprocessamento, Tecnologias digitais, Epidemiologia

Resumo

Objetivo: Realizar levantamento das principais tecnologias de mapeamento, monitoramento e disseminação de informações geográfico-epidemiológicas sobre a COVID-19. Métodos: Trata-se de estudo exploratório que utilizou a bibliometria e a análise de conteúdo como principais ferramentas metodológicas. Resultados: Foram identificadas 31 tecnologias digitais de mapeamento, monitoramento e disseminação de informações geográfico-epidemiológicas sobre a COVID-19 disponíveis na web.  Do total de recursos, 13 tecnologias tinham abrangência internacional e 18 possuíam caráter locorregional e/ou nacional. Predominaram tecnologias do tipo “mapas” e “gráficos”, nesta ordem. Conclusão: Fora produzido um levantamento que reúne as principais geotecnologias digitais sobre a COVID-19. Esse material poderá servir de subsídio as ações de vigilância em saúde e ser utilizado como guia para elucidar aspectos relacionados ao panorama de dúvidas que predomina quanto ao comportamento epidemiológico do novo coronavírus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-15

Como Citar

SANTOS JÚNIOR, C. J. dos .; COSTA, P. J. M. de S. .; SILVA, J. V. dos S. .; SOUZA, A. K. P. .; SILVA, J. P. .; ROCHA, T. J. M. TECNOLOGIAS DIGITAIS E DE GEOPROCESSAMENTO APLICADAS AO MONITORAMENTO DA DOENÇA DE CORONOVÍRUS 2019 (COVID-19) . Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], p. 1–10, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia0053912. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/53912. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Edição Especial: Dossiê COVID-19