A presença do ideário escolanovista nas primeiras décadas do século XX na educação russa pós-revolução socialista: adaptação ou superação de ideias e práticas educativas?

Conteúdo do artigo principal

Marco Aurélio Gomes de Oliveira
Carlos Alberto Lucena
https://orcid.org/0000-0003-4383-6812

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar as possíveis contribuições teóricas do ideário escolanovista para a construção da pedagogia socialista na Rússia soviética no início do século XX. Para tanto, temos o desafio de situar no tempo e no espaço as reflexões sobre a escola, a mudança de mentalidade cultural e política da população, a organização social, política e econômica da Rússia soviética. Neste artigo realizamos um recorte teórico das contribuições do ideário escolanovista a partir do referencial deweyano, especialmente, suas observações in locu das experiências educacionais soviéticas no ano de 1928. Ao evidenciar as aproximações existentes entre os princípios pedagógicos defendidos pela pedagogia ativa, de inspiração liberal, com os escritos dos educadores russos e estadistas soviéticos, analisamos as contradições postas no contexto histórico e problematizamos algumas certezas e convicções que temos acerca do “ineditismo” das propostas pedagógicas oriundas da Revolução Russa.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Oliveira, M. A. G. de, & Lucena, C. A. (2022). A presença do ideário escolanovista nas primeiras décadas do século XX na educação russa pós-revolução socialista: adaptação ou superação de ideias e práticas educativas?. Cadernos De História Da Educação, 21(Contínua), e083. https://doi.org/10.14393/che-v21-2022-83
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Marco Aurélio Gomes de Oliveira, Universidade Federal do Norte do Tocantins (Brasil)

https://orcid.org/0000-0001-6705-743X
http://lattes.cnpq.br/6147461207257222
marcoaureliotoc@uft.edu.br

Carlos Alberto Lucena, Universidade Federal de Uberlândia (Brasil)

https://orcid.org/0000-0003-4383-6812
http://lattes.cnpq.br/9554910126433226
lucenabonsais@gmail.com

Referências

CAPRILES, R. Makarenko: o nascimento da pedagogia socialista. São Paulo: Editora Scipione, 1989.

DEWEY, J. Livro Três – América. In: DEWEY, J. Personagens e Eventos: ensaios populares em Filosofia política e social. Tradução de Fernando Franqueiro Gomes. Editado por Joseph Ratner. Estados Unidos: Henry Holt and Company, INC, p. 435-547, v. II, 1929a.

DEWEY, J. Livro Cinco – Em direção à Democracia. In: DEWEY, J. Personagens e Eventos: ensaios populares em Filosofia política e social. Tradução de Fernando Franqueiro Gomes. Editado por Joseph Ratner. Estados Unidos: Henry Holt and Company, INC, p. 707- 855, v. II, 1929b.

DEWEY, J. Democracia e educação: introdução à Filosofia da Educação. 4 ed. Tradução de Godofredo Rangel e Anísio Teixeira. São Paulo: Companhia Editora Nacional,.1979.

DEWEY, J. Impressões sobre a Rússia Soviética e o Mundo Revolucionário. Tradução de Carlos Lucena. Uberlândia: Navegando Publicações, 2016. Disponível em: https://docs.wixstatic.com/ugd/35e7c6_49f5d049086e4bd0be5a7fabb28fe985.pdf. Acesso em: 01 jan.2017.

HOBSBAWM, E.J. A era do capital – 1848-1875. Tradução de Luciano Costa Neto. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1977.

HOBSBAWM, E.J. A era dos impérios (1875-1914). 13 ed. Tradução de Sieni Maria Campos e Yolanda Steidel de Toledo. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

HOBSBAWM, E.J. Era dos extremos: o breve século XX – 1914-1991. 2 ed. Tradução de Marcos Santarrita e revisão técnica de Maria Célia Paoli. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

KRUPSKAYA, N.K. Construção da pedagogia socialista: escritos selecionados. Tradução de Luiz Carlos de Freitas e Roseli Salete Caldart. São Paulo: Expressão Popular, 2017. PMid:28852749.

LENIN, V.I. Duas táticas da social-democracia na revolução democrática. In: LENIN, V. I. Obras escolhidas. Tradução de Edições Avante. Lisboa: Edições Progresso, 1977. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/lenin/1905/taticas/index.htm. Acesso em: 06 out. 2017.

LENIN, V.I. O desenvolvimento do capitalismo na Rússia: o processo de formação do mercado interno para a grande indústria. 3 ed. Tradução de José Paulo Netto e revisão de Paulo Bezerra. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

LENIN, V.I. O imperialismo, fase superior do capitalismo. Tradução de José Eudes Baima Bezerra. Brasília: Nova Palavra, 2007.

LUNATCHARSKI, A. A educação na Rússia revolucionária. Discurso no I Congresso de Toda a Rússia para a instrução pública, realizado em [1917 ou 1918]. Disponível em: http://www.gepec.ufscar.br/publicacoes/livros-e-colecoes/livros-diversos/a-educacao-na- russia-revolucionaria.pdf/at_download/file. Acesso em: 06 out.2017.

MANACORDA, M.A. História da Educação: da antiguidade aos nossos dias. 13 ed. Tradução de Gaetanto Lo Monaco. São Paulo: Cortez, 2010.

MCHITARJAN, I. John Dewey y el Desarrollo de la Pedagogía Rusa antes de 1930 - Informe sobre una recepción olvidada. Encuentros sobre Educación, v.10, p.163-186, 2009. Disponível em: https://queens.scholarsportal.info/ojs/index.php/encounters/article/viewFile/2172/2405. Acesso em: 24 abr.2017.

PRESTES, Z.R. Quando não é quase a mesma coisa: Análise de traduções de Lev Semionovitch Vigotski no Brasil – Repercussões no campo educacional. 295f. Tese. (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, UnB – Brasília, 2010.

SILVA, L.M.O. Lenin: a questão agrária na Rússia. Crítica Marxista, n. 35, p. 111-129, 2012.

SHULGIN, V.N. Rumo ao politecnismo (artigos e conferências). Tradução de Alexey Lazarev e Luiz Carlos de Freitas. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2013.