"Fala pouco e bem, ter-te-ão por alguém": escolarização, moralização e produção de sentido a partir das memórias de José Lins do Rego e Graciliano Ramos (Brasil, 1930-1945)

Conteúdo do artigo principal

Katiene Nogueira da Silva
Roni Cleber Dias de Menezes
https://orcid.org/0000-0001-8661-1328

Resumo

O artigo em tela se debruça sobre o processo de escolarização elementar no Brasil na primeira metade do século XX, adotando como ângulo de observação a produção de sentido e os discursos de moralização contidos nas práticas de escolarização da infância. Para tal, privilegia o exame das memórias autobiográficas acerca das experiências escolares de dois escritores célebres da literatura nacional, José Lins do Rego e Graciliano Ramos, presentes, respectivamente, nos títulos Doidinho e Infância. Exemplares típicos dos romances de formação, os itinerários dos autores-personagens nos convidam a cruzar as memórias daquelas práticas de ensino com o desenho que apresentam das relações familiares, instituições escolares, imagens da profissão docente e das hierarquias e transformações sociais que caracterizam a sociedade brasileira do período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, K. N. da ., & Menezes, R. C. D. de . (2022). "Fala pouco e bem, ter-te-ão por alguém": escolarização, moralização e produção de sentido a partir das memórias de José Lins do Rego e Graciliano Ramos (Brasil, 1930-1945). Cadernos De História Da Educação, 21(Contínua), e077. https://doi.org/10.14393/che-v21-2022-77
Seção
Dossiê 1 - Contribuições da literatura para a História da Educação
Biografia do Autor

Katiene Nogueira da Silva, Universidade de São Paulo (Brasil)

https://orcid.org/0000-0002-1280-3041 
http://lattes.cnpq.br/8523522666926651 
katiene@usp.br 

Roni Cleber Dias de Menezes, Universidade de São Paulo (Brasil)

https://orcid.org/0000-0001-8661-1328 
http://lattes.cnpq.br/2780596138885068 
roni@usp.br 

Referências

ARIÈS, P. História social da criança e da família. 2ª ed. Trad. Dora Flaksman. Rio de Janeiro: LTC, 2006.

BARBOSA FILHO, H. José Lins do Rego: técnica narrativa de Fogo Morto. Revista Brasileira, Fase. VII, Ano XI, n. 42, p. 51-72, jan./fev./mar. 2005.

BOTO, C. A liturgia da escola moderna. Saberes, valores, atitudes e exemplos. História da Educação, Porto Alegre, v.18, n.44, p.99-127, set./dez. 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S2236-34592014000300007

CASTELLO, J. A. José Lins do Rego: modernismo e regionalismo. São Paulo: EDART, 1961.

CASTELLO, J. A. Memória e ficção: de Raul Pompeia a José Lins do Rego. Remate De Males, Campinas, 15(1), 33-46, 1995.

MEIRIEU, P. Aprender... sim, mas como? Porto Alegre: Artmed, 1998.

MARTINI, F. História da literatura alemã: do romantismo à actualidade. Lisboa: Estúdio Cor, 1972.

NARANJO, J. Casa das estrelas: o universo contado pelas crianças. Rio de Janeiro: Foz, 2013.

POMPEIA, R. O Ateneu. 16ª ed. São Paulo: Ática, 1996.

RAMOS, G. Infância. Rio de Janeiro: Record; São Paulo: Martins, 1976.

REGO, J. L. do. Doidinho. 47ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio Ed., 2011.

REGO, J. L. do. Menino de engenho. 80ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio Ed., 2001.

TARDIF, M. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências com relação à formação do magistério. Revista Brasileira de Educação, n.13, p.5-24, jan./mar. 2000.

ZABALZA, M. Los fundamentos de la didáctica universitaria. La Didáctica Universitaria como integración de saberes y voluntades. Conferência. Rosario: CIDU, 2014.