A constituição do ensino de leitura em objeto de pesquisas acadêmicas no Brasil

Conteúdo do artigo principal

Ana Cristina Champoudry Nascimento da Silva
https://orcid.org/0000-0001-5730-5911
Emerson de Pietri
https://orcid.org/0000-0001-5060-9891

Resumo

Neste artigo são apresentados resultados de pesquisa orientada pelo objetivo de compreender os processos interdiscursivos que fundamentaram a formação de temas, bases conceituais e estratégias argumentativas para a constituição do ensino da leitura na escola básica em objeto de investigações científicas. Foram analisadas dissertações de mestrado desenvolvidas na década de 80 do século XX, em programas de pós-graduação no país. Os resultados mostram que a identificação da existência de uma crise da leitura referenciou a proposição de mudanças necessárias na educação leitora no ensino básico, para o que as pesquisas contribuiriam com a produção de subsídios teórico-metodológicos que transformassem as práticas pedagógicas e garantissem a formação emancipatória de leitores críticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, A. C. C. N. da, & Pietri, E. de . (2021). A constituição do ensino de leitura em objeto de pesquisas acadêmicas no Brasil. Cadernos De História Da Educação, 20(Contínua), e050. https://doi.org/10.14393/che-v20-2021-50
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Ana Cristina Champoudry Nascimento da Silva, Universidade Federal do Maranhão (Brasil)

https://orcid.org/0000-0001-5730-5911
http://lattes.cnpq.br/8866975260944446
ana.champoudry@ufma.br

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer nº 977/65. Definição dos cursos de pós-graduação. Brasília, DF, 1965.

BEISIEGEL, Celso de Rui. Os primeiros tempos da pesquisa em sociologia da educação na USP. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.39, n.3, 2013, p.589-607. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022013005000010

DUCROT, Oswald. O dizer e o dito. Campinas: Pontes, 1987.

FREITAS, Luiz Carlos. A avaliação e as reformas dos anos de 1990: novas formas de exclusão, velhas formas de subordinação. Educação e Sociedade, Campinas, v.25, n.86, 2004, p.131-170. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302004000100008

FREITAS, Marcos Cezar. Desempenho e adaptação da criança pobre à escola: o padrão de pesquisa do CRPE-SP. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.40, n.3, 2014, pp.683-698. DOI: https://doi.org/10.1590/s1517-97022014091590

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. São Paulo: Cortez, 1982.

GADOTTI, Moacir. O que é ler? (ou “Pedagogia da Leitura versus Pedagogia da Censura”). In: Anais do 2º COLE. Campinas, SP: UNICAMP, 1979.

GERALDI, João Wanderley. O texto na sala de aula: leitura e produção. Cascavel: Assoeste, 1984.

LUFT, Celso Pedro. Língua e liberdade. São Paulo: Ática, 1985.

KATO, Mary. O aprendizado da leitura. São Paulo: Martins Fontes, 1985.

MAINGUENEAU, Dominique. Gênese dos discursos. Tradução de Sírio Possenti. Curitiba: Criar, 2005.

MEDEIROS, Rejane R. A. Representações do ensino da leitura: as aulas de português na escola secundária brasileira (séculos XIX e XX). 2019. 237 f. Tese (Doutorado em Linguística), Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2019.

SÃO PAULO. Proposta Curricular de Língua Portuguesa e Técnicas de Redação para o 2º grau. São Paulo: SEE/CENP, 1978.

SCHAPOCHNIK, Nelson. Cicatriz de origem: notas para uma historiografia da leitura no Brasil. In: FILHO, Plínio M.; TENÓRIO, Waldecy (org.) João Alexandre Barbosa: o leitor insone. São Paulo: EDUSP, 2007.

SILVA, Ezequiel T. O ato de ler: fundamentos para uma nova pedagogia da leitura. São Paulo: Cortez, 1981.

SILVA, Ezequiel T. Leitura e Realidade Brasileira. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1983.

SILVA, Lilian L. M.; SILVA, Ezequiel T.; OLIVEIRA, Luciane M. A revista Leitura: Teoria & Prática – momentos no tempo. Leitura: Teoria & Prática, Campinas, v. 35, n. 70, 2017, p.13-32. DOI: https://doi.org/10.34112/2317-0972a2017v35n70p13-32

SILVA, Tereza R. N.; ARELARO, Lisete R. G. Orientações legais na área de currículo, nas esferas federal e estadual a partir da lei 5.692/71. Cadernos Cedes, São Paulo, n.13, 1987, p.26-44.

SOARES, Magda B. Linguagem e escola: uma perspectiva social. São Paulo: Ática, 1986.

ZILBERMAN, Regina (org.). Leitura em crise na escola: as alternativas para o professor. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1982.

Referências das dissertações que compõem o corpus de análise

SANTOS, Denise Grein. Contribuição ao ensino de leitura. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1983.

SILVA, Lílian Lopes Martins. A escolarização do leitor: a didática de destruição da leitura. Dissertação (Mestrado em Educação). UNICAMP, Campinas, 1984.

ROCHA, Iuta Lerche Vieira. Leitura e formulação de textos didáticos: investigação dos efeitos da coesão na compreensão de leitura. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1985.

FERRAZZA, José Lourival. Leitura e Consciência: Princípios para uma leitura escolar pedagógica. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade de São Paulo, São Paulo, 1986.

MAGNANI, Maria do Rosário Mortatti. Leitura, Literatura e Escola: subsídios para uma reflexão sobre a formação do gosto. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1987.

REIS, Zélia Maria Fernandes dos. A leitura compreensiva. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1987.

CASTRO, Maria Guadalupe de. Em busca de fatores determinantes da leitura crítica. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1987.

AMARAL, Emilia. Texto literário e contexto didático: os (des)caminhos na formação do leitor. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1986.

CASTRO, Sandra Maria Penteado Ferreira. O Ensino de Leitura como reflexo de teorias linguísticas de leitura: uma crítica. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1988.

PIETRI, Emerson de. A constituição do discurso da mudança no ensino de língua materna no Brasil. 2003. 202f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

SANT’ANA, Sueli. Proposta para o ensino de leitura – 1º grau. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1988.

TAVARES, Cacilda. Ensino de leitura no 1º grau: uma proposta sob o enfoque argumentativo. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1988.

RODRIGUES, José Luiz Pieroni. Formação do leitor: um projeto pedagógico para a sala de aula. Dissertação (Mestrado em Educação). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1989.