Padre Montoya e as estratégias de conquista espiritual nas missões do Guairá

Conteúdo do artigo principal

Natália Cristina de Oliveira
https://orcid.org/0000-0003-4150-278X
Névio de Campos
https://orcid.org/0000-0003-1850-316X
Oriomar Skalinski Junior
https://orcid.org/0000-0003-2660-6839

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir as estratégias de Padre Montoya no processo de conquista espiritual entre os gentios das missões do Guairá, no contexto do século XVII. Apoia-se na obra intitulada Conquista Espiritual feita pelos religiosos da Companhia de Jesus nas Províncias do Paraguai, Paraná, Uruguai e Tape – Reduções Guaraníticas, escrita por esse padre jesuíta e nos conceitos de estratégia e habitus de Pierre Bourdieu, na tentativa de explicitar que a presença dos jesuítas foi demarcada pela denúncia de abusos contra os gentios praticados pelos colonos espanhóis e bandeirantes paulistas, pela descrição elogiosa dos gentios convertidos e pelo combate contra gentios não convertidos, em especial contra caciques e pajés que eram representados como a encarnação do demônio nas terras das Américas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Oliveira, N. C. de ., Campos, N. de ., & Skalinski Junior, O. . (2020). Padre Montoya e as estratégias de conquista espiritual nas missões do Guairá. Cadernos De História Da Educação, 20(Contínua), e016. https://doi.org/10.14393/che-v20-2021-16
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Natália Cristina de Oliveira, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (Brasil)

https://orcid.org/0000-0003-4150-278X
http://lattes.cnpq.br/4887196652283041
natdeoliveir@gmail.com

Névio de Campos, Universidade Estadual de Ponta Grossa (Brasil)

https://orcid.org/0000-0003-1850-316X
http://lattes.cnpq.br/1413368977042742
ndoutorado@yahoo.com.br

Oriomar Skalinski Junior, Universidade Estadual de Ponta Grossa (Brasil)

https://orcid.org/0000-0003-2660-6839
http://lattes.cnpq.br/9877722344756463
jrskalinski@yahoo.com.br

Referências

AGUILAR, Jurandir Coronado. Conquista Espiritual: A História da Evangelização na Província Guairá na obra de Antônio Ruiz de Montoya, S. I. (1585- 1652). Roma, EPUG, 2002.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004.

BOURDIEU, Pierre. A Economia das Trocas Linguísticas: O que Falar Quer Dizer. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008.

BOURDIEU, Pierre. Esboço de uma teoria da prática. In: ORTIZ, Renato (Org.). A sociologia de Pierre Bourdieu. São Paulo: Olha d’água, 2003, p. 39-72.

BOURDIEU, Pierre. As regras da arte: génese e estrutura do campo literário. Lisboa: Presença, 1996.

BRUXEL, Arnaldo; RABUSKE, Arthur. Apresentação do texto vernáculo luso-brasileiro. In: MONTOYA, Antônio Ruiz. Conquista Espiritual: feita pelos religiosos da Companhia de Jesus nas Províncias do Paraguai, Paraná, Uruguai e Tape. 2. ed. Porto Alegre: Martins Livreiro, 1997. p. 9-10.

FUTATA, Marli Delmônico de Araújo; TOLEDO, Cézar de Alencar Arnaut de. A ação missionária do Padre Antonio Ruiz de Montoya no Guairá, no início do século XVII, Revista Teoria e Prática da Educação, v.20, n.1, p.63-74, Jan/Abr. 2017. https://doi.org/10.4025/tpe.v20i1.44755

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: UNICAMP, 1994.

MONTOYA, Antônio Ruiz. Conquista Espiritual: feita pelos religiosos da Companhia de Jesus nas Províncias do Paraguai, Paraná, Uruguai e Tape. 2. ed. Porto Alegre: Martins Livreiro, 1997.

MOURA, Gabriele Rodrigues. “Señores de la palavra”: Histórias e Representações na obra de Antonio Ruiz de Montoya (1612-1652). 2013. 275f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós Graduação em História, UNISINOS, São Leopoldo, 2013.

OLIVEIRA, Paulo Rogério Melo. Clio na Companhia de Jesus: notas sobre a historiografia jesuítica das reduções do Paraguai. Revista de Teoria da História, v. 14, n. 2, p. 78-108, nov. 2015.

PARADISO, Silvio Ruiz. A demonização em A Conquista Espiritual (1639), de Antonio Ruiz de Montoya e na Festa de S. Lourenço (1587), de José de Anchieta. In: MAGALHÃES, Antonio Carlos de Melo et al. (Orgs). O demoníaco na literatura. Campina Grande: EDUEPB, 2012. p. 199-214. https://doi.org/10.7476/9788578791889.0015

PARELLADA, Claudia Inês. Arte e espacialidade nas cidades colônias espanholas (1554-1632) e nas missões jesuíticas do Guairá (1610-1631). Revista Memorare, v. 1, p. 250-256, 2013. https://doi.org/10.19177/memorare.v1e12013250-256

PÁEZ, Sergio Luis Alberto. Las reducciones jesuíticas-guaraníes como antecedente de organización espacial en la región misionera. Contribuciones Científicas GÆA, v. 25, p. 165-173, 2013.

PICANÇO, Jefferson de Lima; MESQUITA, Maria José M. de. O cristal, o ferro e o sal: recursos minerais do antigo Guairá (1557-1632), atual estado do Paraná. Revista Terrae Didática, v. 6, n. 2, p., 2010. https://doi.org/10.20396/td.v6i2.8637454

REBES, Maria Isabel Artigas. Antônio Ruiz de Montoya: testemunha de seu tempo. 2001. 400 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, UNISINOS, São Leopoldo, 2001.

SILVA, André Luis Freitas. Reduções jesuítico-guarani: espaço de diversidade étnica. 2011. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2011.

SOSTER, Sandra Schmitt. Missões jesuíticas como sistema. 2014. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Universidade de São Paulo, São Carlos, SP, 2014.

SOUZA, Laura Melo. O Diabo e a Terra de Santa Cruz: feitiçaria e religiosidade popular no Brasil colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

SOUZA, Laura Melo. Inferno Atlântico: demonologia e colonização - séculos XVI-XVIII. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.