EDUCAÇÃO DA INTELIGÊNCIA, EDUCAÇÃO DA VONTADE NA ESCRITA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA (1826-1929)

Conteúdo do artigo principal

José Gondra
Maria de Lourdes da Silva

Resumo

O presente artigo investiga os investimentos do polígrafo Afranio Peixoto orientado à construção da nação, observando o destaque conferido à formação da inteligência e da vontade a partir de duas perspectivas distintas e complementares. Uma centrada na educação formal analisa o ensino primário no Brasil por um período de cem anos (1826-1926) e; outra, acatando o papel educativo do conjunto das instituições sociais para além dos marcos escolares, recorre à mídia impressa para difundir saberes específicos sobre normativas comportamentais referidas ao homem comum e ao profissional da medicina. Em ambos os casos, convém destacar o papel doutrinário que concebe para a educação a qual, mesmo laica, se encontra eivada por uma espécie de liturgia científica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Gondra, J., & Silva, M. de L. da. (2014). EDUCAÇÃO DA INTELIGÊNCIA, EDUCAÇÃO DA VONTADE NA ESCRITA DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA (1826-1929). Cadernos De História Da Educação, 13(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/28186
Seção
Dossiê: dimensões laico e religiosas no espaço Luso-Brasileiro nos séculos XIX e XX