INTELECTUAIS CATÓLICOS NO ESPAÇO LUSO-BRASILEIRO: AS CONTRIBUIÇÕES DE ALCEU AMOROSO LIMA E ANTÓNIO DURÃO (1930-1950)

Conteúdo do artigo principal

Carlos Henrique de Carvalho
Luciana Beatriz de Oliveira Bar de Carvalho

Resumo

Neste artigo buscou-se examinar a participação de Alceu de Amoroso Lima e António Durão, enquanto intelectuais ligados ao pensamento católico, nos debates sobre a implantação das reformas educacionais promovidas pelo Estado no espaço Luso-Brasileiro, entre 1930 a 1950, tendo em conta os objetivos dos respectivos governos (português e brasileiro) para estabelece e consolidar um sistema nacional de ensino. Nesse sentido, foram objeto de análise as campanhas de alfabetização, criação de escolas, universidades, organização da instrução, entre outras. Estas ações legais vão iniciar e demarcar intensos embates entre a Igreja Católica e o Estado, pois estas reformas se inspiram na educação moderna, entendida, de forma mais abrangente, como pública, gratuita e laica, o que leva os intelectuais católicos a fazer inúmeros questionamentos sobre os novos princípios educacionais, delimitados pelo Estado através deste novo marco regulatório (legislação) dos sistemas educativos. Finalmente, analisa as diversas formas de intercâmbio, assim como as redes desenvolvidas por Alceu de Amoroso Lima com os intelectuais portugueses, em particular com António Durão, sobre as implicações da intervenção do Estado na área educativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Carvalho, C. H. de, & Carvalho, L. B. de O. B. de. (2014). INTELECTUAIS CATÓLICOS NO ESPAÇO LUSO-BRASILEIRO: AS CONTRIBUIÇÕES DE ALCEU AMOROSO LIMA E ANTÓNIO DURÃO (1930-1950). Cadernos De História Da Educação, 13(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/28185
Seção
Dossiê: dimensões laico e religiosas no espaço Luso-Brasileiro nos séculos XIX e XX