"ESPÍRITO ESAVIANO" E COTIDIANO DISCENTE NA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA E VETERINÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Conteúdo do artigo principal

Eduardo Simonini Lopes

Resumo

O "espírito esaviano" foi uma mentalidade cunhada na Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (ESAV) - instituição esta que a partir de 1970 passou a ser conhecida como Universidade Federal de Viçosa - e perdurou dos anos 20 aos 40 do séc. XX. O cultivo de tal "espírito" veio a ser uma ferramenta importante para modelar os modos de fazer e de pensar daqueles que iniciaram a construção da ESAV e que propunham fazer dela um modelo de influência tanto na prática da agricultura brasileira quanto na construção de valores morais "superiores" a contribuir com o crescimento da Nação. Neste sentido, este trabalho se dedicou a apresentar o contexto institucional no qual o "espírito esaviano" foi cunhado e sua interferência no cotidiano discente da instituição, especialmente aquela indicada nos exemplares do jornal estudantil "O Bonde", publicados entre 1945 e 1947.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Lopes, E. S. (2014). "ESPÍRITO ESAVIANO" E COTIDIANO DISCENTE NA ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA E VETERINÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Cadernos De História Da Educação, 13(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/28177
Seção
Artigos